PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Elizabeth deve endurecer medidas restritivas em PG

Ponta Grossa

08 de junho de 2021 19:52

Rodolpho Bowens


Relacionadas

PG testa novos itinerários no transporte

PG receberá R$ 60 milhões para novo residencial

Prefeitura realiza obras de acessibilidade e asfalto

Prefeitura promove obras de pavimentação no Tropeiros
Mercado da Família estará aberto na segunda (26)
Igreja Adventista do 7ª Dia distribui roupas para carentes
PG reabre cinemas e delivery funcionará 24h
Prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt (PSD). Foto: Divulgação/PMPG
PUBLICIDADE

Professora também disse que suspensão das aulas presenciais não deve acontecer no Município; novo decreto poderá ser anunciado nesta quarta (9), perto do meio-dia

Em entrevista para o Portal aRede a prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt (PSD), afirmou que um novo decreto, com medidas mais restritivas de combate à covid-19, deve ser anunciado na próxima quarta-feira (9), por volta do meio-dia. As novas ações vêm em decorrência do aumento de casos do coronavírus na cidade ponta-grossense. Somente nesta terça-feira (8), foram 327 pessoas que positivaram para a covid-19, com quatro óbitos – o município se aproxima de 1 mil mortes, exatamente um ano após a primeira vítima do vírus, em Ponta Grossa. Clique aqui para assistir a entrevista na íntegra.

De acordo com a conversa, “nosso Comitê esteve em reunião pela manhã e, agora a noite, teremos mais uma reunião para que a gente possa definir e expedir, provavelmente lá por meio-dia, no Diário Oficial, um novo decreto. Nós precisamos, sim, tomar algumas atitudes e a gente não sabe ainda exatamente o quê. Mas, algumas medidas, nós teremos que tomar”, enfatizou. A prefeita também reforçou que “não acredito que será muito restritivo. Alguma coisa tem que mudar, porque a população precisa se conscientizar disso”, disse ao Portal aRede.

Sobre os leitos de pandemia, que estão praticamente lotados, Elizabeth comentou que “todas as medidas que nós podíamos ter tomado, nós tomamos. As capacidades das equipes médicas já estão no seu limite”. A líder municipal também explicou que, mesmo que um ‘Hospital de Campanha’ fosse criado, não haveria infraestrutura humana para atender os ponta-grossenses.

Escolas não devem fechar

Ainda durante a conversa, a prefeita Elizabeth Schmidt afirmou que “as nossas escolas, provavelmente, continuarão com aulas, sim. Eu espero que sim. Vamos ver o que o Comitê vai decidir”. Recentemente, por meio de uma carta anônima, lida pela vereadora Josiane Schade Kieras (PSOL), professores solicitaram a suspensão das aulas presenciais, até que os educadores possam ser vacinados – mais informações clique aqui.

Na sequência, a prefeita disse que “temos feito pesquisas diárias e estamos com o número de casos muito pequeno. Quando acontece em uma escola, imediatamente é monitorado para saber onde foi o contágio. A maioria não foi dentro de escola, foi fora. Geralmente eu uma festinha de aniversário ou reunião familiar”, alegou.

Fiscalização

Por fim, Elizabeth prometeu que as fiscalizações continuarão em Ponta Grossa e pediu para que a população lave as mãos, utilize máscara e faço o uso do álcool em gel – medidas que ajudam a combater o coronavírus. Além disso, criticou como algumas pessoas têm enfrentado a pandemia da covid-19. “Um ano de pandemia e a prefeita ainda tem que ensinar as pessoas o que elas têm que fazer. É inadmissível”, finalizou a prefeita. As medidas atuais do Decreto nº 19.097, anunciadas em 4 de junho, encerram na próxima sexta-feira (11).

 

Assuntos semelhantes:

PG registra quase mil mortes em 12 meses de pandemia.

Prefeitura de PG moderniza atendimento ao cidadão.

‘Nós vamos fechar de novo’, diz Elizabeth sobre novo decreto.

PUBLICIDADE

Recomendados