PG é a cidade com mais casos ativos da Covid no interior

Ponta Grossa

08 de agosto de 2020 13:40

Da Redação


Relacionadas

Batida entre carro e moto deixa casal ferido em Uvaranas

Corpo de Bombeiros apagam incêndio em carro abandonado

Motorista atinge muro na 376 e fica em estado grave

Adolescente de 12 anos bate moto em bairro de PG
Rapaz é alvejado com três tiros no Núcleo Pitangui
Saúde confirma mais duas mortes pela Covid em PG
Bombeiros combatem princípio de incêndio em cafeteria
Levantamento revela que a cidade segue com menos mortes entre os grandes municípios do Estado. Ao todo já são 18 óbitos Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Levantamento revela que a cidade segue com menos mortes entre os grandes municípios do Estado. Ao todo já são 18 óbitos

Ponta Grossa termina a semana como a cidade com maior número de casos ativos da covid-19 no interior do Paraná. Segundo os dados da Secretaria Estadual de Saúde (SESA), coletados até a última quinta-feira (7), Ponta Grossa soma 831 casos ativos - o número é superior aos casos ativos em Maringá (720 casos ativos), Londrina (274), Cascavel (80) e Foz do Iguaçu (235). No entanto, Ponta Grossa é cidade com menos mortes entre os grandes municípios paranaenses.

O comparativamente alto número de casos ativos em Ponta Grossa pode ser explicado pelo crescimento da média-móvel - nas últimas semanas, o município tem visto uma crescente no registro de novos casos da covid-19. Um levantamento feito pela reportagem do Jornal da Manhã revela que o número de novos casos do coronavírus segue crescendo, com uma média acumulada nas últimas duas semanas de mais de 40 contaminações por dia.

Isso justifica o fato da cidade ter mais de 800 casos ativos, mesmo sendo a cidade com o menor número total de contaminados entre as já mencionadas. Depois de Curitiba, Cascavel é a cidade paranaense com o maior número de contaminados desde o início da pandemia, com 5.145 casos, mas o número de ativos é de apenas 80 no momento. Foz do Iguaçu soma 3.669 casos, mas 231 ativos. Nestas outras cidades, o número de ativos é menor pelo fato de as contaminações serem pulverizadas em meses anteriores.

Um grupo de professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) publicou um artigo que apresenta um modelo preditivo de casos da covid-19 na cidade. O modelo prevê que o melhor cenário em Ponta Grossa teria em torno de 700 a 950 casos, com pico da doença acontecendo entre 10 e 24 de julho. Já o cenário intermediário teria em torno de 2645 a 3590 casos com pico entre 28 de julho 07 a 4 de agosto - esse cenário ainda se aplica à situação vivenciada pela cidade. A matéria foi produzida pelos jornalistas Afonso Verner e Fernando Rogala.

Fundação de Saúde confirma mais duas mortes pela doença

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) dois novos óbitos por Coronavírus em Ponta Grossa. As duas vítimas faleceram na tarde desta sexta-feira (7) no Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HU-UEPG). Segundo a FMS, uma das vítimas é uma mulher de 41 anos e a Fundação ainda investiga se ela possuía comorbidades. A 18ª vítima é um homem de 76 anos que possuía comorbidades. De acordo com o boletim municipal, divulgado nesta sexta-feira (7), 71 novos casos foram confirmados, elevando para 1.737 o número total de pessoas contaminadas pela covid-19 na cidade.

PUBLICIDADE

Recomendados