Passos pede que PSDB não use verba pública na campanha

Ponta Grossa

24 de janeiro de 2020 16:54

Afonso Verner


Relacionadas

Advogadas comentam liminar que dá poder aos sindicatos

PG registra três roubos a comércio em um dia

Sob efeito de drogas, mulher tenta suicídio pela 4ª vez

Briga de casal acaba com homem esfaqueado pela esposa
Feiras do produtor voltarão a ser realizadas em PG
Bandidos invadem casa e atiram contra adolescente em PG
Choque impede que 338 kg de maconha chegassem a PG
Felipe cumpre o primeiro mandato como vereador Foto: Kauter Prado / CMPG
PUBLICIDADE

Vereador é presidente do Diretório Municipal e enviou documento à Executiva Estadual pedindo que verba não seja utilizada

O vereador Felipe Passos (PSDB) enviou um ofício ao presidente do partido no Paraná, deputado estadual Paulo Litro, pedindo para que a legenda não utilize recursos do Fundo Partidário ou do Fundo Eleitoral em Ponta Grossa. No documento, o vereador, que também é presidente do Diretório Municipal da legenda, ressalta que existem outras formas de realização de campanha.

O ofício de Felipe foi enviado ao presidente do PSDB nesta semana e ressalta o “desejo” do vereador de que a legenda não utilize os recursos públicos enviados ao Fundo Partidário e ao Fundo Eleitoral. A estimativa é que os tucanos tenham acesso a 6,6% do Fundo Partidário, estimado em R$ 927.750.560,00 estabelecido pela Lei Orçamentária Anual (LOA) em 2019,

“Não é possível aceitar um gasto do governo financiando partidos políticos enquanto esse mesmo governo não tem recursos para aplicar no seu papel fundamental [SIC] que é SAÚDE, EDUCAÇÃO E SEGURANÇA”, diz Felipe no documento. “É injusta com a população brasileira a utilização do recurso público em campanha política”, reclama Passos também no ofício. 

No ofício, Felipe destaca ainda que uma campanha “não precisa de milhões de reais” para ser vitoriosa. “Citamos o melhor exemplo que não é preciso esse valor para ganhar uma eleição, à vitoriosa [SIC] campanha de nosso Presidente da República, Jair Bolsonaro, que não utilizou dinheiro público do fundão e obteve êxito em sua campanha”, diz Passos. No documento, Felipe sugere ainda que o partido devolva o recurso à União. 

Futuro político

Cumprindo o primeiro mandato como vereador, Felipe Passos (PSDB) fez parte da renovação superior a 50% dos vereadores de Ponta Grossa em 2016, sendo o segundo mais votado. Dois anos depois, o parlamentar tentou concorrer ao cargo de deputado federal e fez quase 50 mil votos - mesmo com a votação expressiva, acabou de fora da disputa. Em 2020, Felipe é cotado para disputar o cargo de prefeito de Ponta Grossa.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização