PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Repórteres mirins destacam trabalho com o JM em Irati

Vamos Ler

09 de junho de 2021 15:07

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Ações ambientais contribuem com a fauna e flora da região

Adaptação marca festa junina em turma de Piraí do Sul

Práticas levam alunos a 'tour' pela história no Sagrada Família

Turma de Carambeí estuda e se diverte com festa junina
Projeto proporciona entrevistas com familiares em Jaguariaíva
Alunos de Irati transformam casas em cenários de histórias
Dia do Imigrante propicia estudos 'juninos' em Carambeí
PUBLICIDADE

Através de exemplares digitais do Jornal da Manhã, quinto ano da Escola Rural Esperança Carignano Chuilik pode entender estrutura do impresso e informar sobre sua comunidade

O 5º ano da Escola Rural Municipal Esperança Carignano Chuiliki, em Irati, continua seu processo de aprendizagem através dos recursos que o Vamos Ler – Geração Digital disponibiliza. Dessa vez, o trabalho foi com a segunda vidoeaula do projeto sobre o Jornal da Manhã, que trata dos mecanismos para desenvolver atividades com este impresso. Para todo esse contexto, os alunos atuaram como repórteres mirins.

Segundo a coordenadora pedagógica Verônica Barbosa Furmanowicz, “foi possível englobar a mesma (videoaula) aos conteúdos a serem desenvolvidos pela turma do 5º ano”, além de ser “possível agregar, ao ensino remoto, o trabalho com elementos do jornal através do formato digital, da mídia e da tecnologia”. Dessa forma, com o login e senha na plataforma online do Jornal da Manhã, todos tiveram acesso a um novo mecanismo.

A pedagoga, que trabalhou junto com a professora da turma, Josnéia Aparecida Marcondes, explica que os exemplares foram utilizados como material de apoio, com ampla discussão nas aulas remotas. Os alunos tiveram acesso a página do JM, entendendo sua estrutura, organização e composição dos elementos do impresso.

As notícias sobre municípios vizinhos de Irati, abordados no Jornal da Manhã, foram outro ponto destacado por Verônica, instigando a curiosidade dos alunos e proporcionando a compreensão da amplitude do projeto. Ainda, a página do Vamos Ler – Geração Digital, com trabalhos dos participantes de outras escolas, também empolgou e motivou os alunos para que seu trabalhos fossem contemplados neste espaço -  o que, vale destacar, já ocorreu nos dias 18 de maio e 3 de junho.

“Através da exposição da videoaula realizada pelo repórter do Portal aRede, Dhiego Tchmolo, foi possível contextualizar com os alunos os elementos do jornal como: nome do jornal, manchete, chamadas na capa principal, propagandas, fotolegendas, elementos de editoria, coluna, espaço de opinião, página política, informa, editoria de dinheiro/educação financeira, páginas de cotidiano de assuntos gerais, classificados, editais, mix/página de entretenimento, coluna social e a página do Vamos Ler – Geração Digital”, complementa a educadora.

As abordagens em vídeo foram correlacionadas com os assuntos em sala de aula, com ênfase na “riqueza de informações que podem ser trabalhadas por meio digital”, além dos elementos componentes do Jornal da Manhã que têm potencial de serem explorados em sala de aula, como notícias e reportagens.

Verônica comenta que isso permitiu despertar mais interesse dos alunos pelos materiais, instigando a curiosidade acerca dos elementos do impresso, além do trabalho de repórteres, editores, trabalho de uma redação – tudo que permite estas publicações. “A disponibilização destes conteúdos/assuntos diversificados de forma digital/online tem agregado muito ao trabalho pedagógico no ensino remoto, contribuindo para que, mesmo remotamente, a aprendizagem aconteça de forma significativa e atraente para nossos alunos”, conclui a pedagoga.

Aula pelo Meet

Quem também comenta e dá suas impressões sobre o trabalho é a professora Josnéia. “Pensando em como a tecnologia (mídia digital), pode ser uma aliada no ensino remoto, temos conciliado as aulas impressas com videoaulas e com as (aulas no Google) Meet. Foi realizada através de uma Meet, uma aula sobre o gênero textual jornalístico”, aponta a docente.

Durante esse aprendizado, a amostragem e explicação dos elementos de um jornal impresso e digital, utilizando o Jornal da Manhã, contribuíram na fixação de conteúdo, conforme pontua a educadora. Outra aula por Meet também abordou outros gêneros textuais jornalísticos, referenciando com textos que seriam trabalhados em sala de aula. Para complementar, houve a análise do funcionamento da estrutura de um impresso, exemplificando e mostrando quais gêneros as produções do JM pertenciam.

“Após, foi solicitado aos alunos que realizassem a sua produção de seu jornal, elaborando um nome fictício e a produção de uma manchete ou notícia. Em seguida, foi selecionado algumas dessas reportagens para que, com microfone fictício do projeto, fossem ‘repórteres por um dia’, elaborando as suas reportagens, visando a participação do projeto ‘Vamos Ler – Geração Digital’”, conclui a professora.

Acesse o blog escolar da Escola Municipal Esperança Carignano Chuiliki clicando aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados