PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Sindilojas de PG quer comprar 50 mil doses de vacinas

Ponta Grossa

12 de abril de 2021 17:01

Fernando Rogala


Relacionadas

Carro é atingido por trem na entrada da Vila Borato

Jovem é preso por tráfico de drogas na região da Chapada

Restaurantes de PG participam do Festival Brasil Sabor

Homem é preso com simulacro de arma em Ponta Grossa
Motociclista fica ferido após colisão em Uvaranas
Aliel visita a Prolar e discute ações para novas moradias
Deputado e vereador visitam Secretaria de Segurança de PG
Intenção é imunizar colaboradores do comércio e contribuir para a imunização da população Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Protocolo de intenções já foi assinado com um laboratório norte-americano. Finalização da aquisição depende da aprovação do Projeto de Lei que libera a aquisição das vacinas por parte de empresas

O Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Grossa (Sindilojas PG) assinou um protocolo, junto a um laboratório norte-americano, para a compra de vacinas contra o coronavírus, a ser aplicada nos trabalhadores do setor e população em geral. O documento com a intenção de compra foi enviado nesta segunda-feira à empresa, a United Biomedical Inc., que já teria aprovado e sinalizado positivo para o fornecimento do imunizante, denominado Vaxxinity (antes denominado Covaxx). Conforme a carta de intenções, o objetivo inicial é comprar 50 mil doses do imunizante, que totalizaria um investimento aproximado de R$ 6 milhões. A compra, porém, depende da aprovação do Projeto de Lei, por parte do senado, que permite a compra de vacinas por empresas.

De acordo com Rafael Ribeiro, gerente do Sindilojas, o Projeto de Lei que tramita no senado prevê a aquisição das vacinas de modo que 50% seja para as empresas e outros 50% sejam doados para o Sistema Único de Saúde (SUS). “Com o nosso protocolo de intenção de compras, seriam 25 mil doses para o SUS e 25 mil doses para as empresas aplicarem em seus colaboradores. Queremos também fazer a solicitação para que essas doses disponibilizadas ao SUS venham para Ponta Grossa”, acrescentou Ribeiro, lembrando que esse imunizante tem dose única.

De acordo com ele, o imunizante escolhido está na fase três de testes para a aprovação de seu uso no Brasil. “A perspectiva é de que a vacina entre, até o final de abril, com a permissão para uso emergencial por parte da Anvisa. Queremos estar com tudo pronto para quando ela for aprovada”, acrescenta Ribeiro. “Quando a vacina for aprovada vai subir muito a procura, então prevendo que haverá esse aumento em algumas semanas, nos adiantamos e fizemos a solicitação”, completou.

As 50 mil doses serão adquiridas pelo preço de custo, explicou Ribeiro, US$ 22 (pouco mais de R$ 120), e assim o Sindilojas fará a intermediação com os empresários. “Esse é o preço operacional, não estamos criando nada em cima, apenas fazendo o 'meio campo'. E essa é a nossa preocupação, de vacinar todos. A prefeitura está fazendo a parte dela, mas nós também queremos contribuir para acelerar esse processo”, concluiu. 

PUBLICIDADE

Recomendados