PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Entenda: Uso de luvas durante a vacinação não é aconselhável

Ponta Grossa

19 de janeiro de 2021 15:21

Da Redação


Relacionadas

Sessões da Câmara de PG retornam com restrições

Ratinho reabre comércio e autoriza aulas presenciais

Governo do PR define regras para reabrir o comércio

Aulas presenciais retornam a partir de quarta-feira
Vereadores apoiam reabertura escalonada do comércio em PG
Corpo de Marlene é localizado no Distrito de Uvaia
Stocco quer suspensão do corte de água e luz de comerciantes em PG
Com início da vacinação, polêmica tem ganho corpo nas discussões em redes sociais Foto: Agência Estadual de Notícias
PUBLICIDADE

Com início da vacinação, polêmica tem ganho corpo nas discussões em redes sociais

Com a liberação do primeiro lote de vacinas no Brasil, o uso ou não de materiais de segurança, como luvas para aplicação das doses de CoronaVac tem gerado debates nas redes sociais. Neste caso, o uso não é uma exigência das autoridades sanitárias.

Segundo normativas e diretrizes internacionais e de órgãos sanitários do Brasil, o uso de luvas no momento de aplicar uma vacina não é necessário, a menos que a pessoa que administra a vacina entre em contato com fluidos corporais potencialmente infecciosos ou tenha uma lesão aberta na mão. A recomendação feita pelas entidades é que a pessoa que aplica a vacina faça somente a higienização das mãos, lavando com água e sabão e aplicando o álcool em gel 70% antes e após a aplicação do imunizante.

O Manual de Capacitação de Pessoal em Sala de Vacinação (Manual do Treinando), da Fundação Nacional de Saúde, orienta "a lavagem das mãos para administração de vacina por via intramuscular, subcutânea ou intradérmica. Se houver necessidade de compressão do sítio de punção com algodão seco, é indicado que o próprio paciente ou o responsável pela criança realize a compressão", diz documento que também foi publicado pelo Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo.

O Ministério da Saúde descreve no Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação que um dos procedimentos mais importantes que antecedem a atividade de vacinação é lavar as mãos. "Quando tal procedimento é rigorosamente obedecido, previne-se a contaminação no manuseio, no preparo e na administração dos imunobiológicos", diz trecho 6.1.1 do manual.

PUBLICIDADE

Recomendados