‘Cultura’ propõe uso compartilhado da Estação Paraná

Ponta Grossa

13 de agosto de 2020 19:20

Afonso Verner


Relacionadas

PM detém comerciante com fios de cobres furtados

Empresa anuncia novo investimento em Ponta Grossa

Herbário da UEPG soma 22 mil espécimes catalogadas

Queima de fogos misteriosa intriga moradores de PG
Choque apreende mais de 33 quilos de maconha em PG
Centro e Jardim Carvalho ficam sem água nesta terça
Empresa em contabilidade eleitoral traz novidades para PG
Foto: Cristiano Barbosa / aRede
PUBLICIDADE

Espaço era ocupado pela Casa da Memória e agora pode passar a ser utilizado pela Polícia Militar

O Departamento de Patrimônio Cultural da Fundação Municipal de Cultura (FMC) de Ponta Grossa defende um uso compartilhado da Estação Paraná. Localizado no Parque Ambiental, o prédio era ocupado pela Casa da Memória e agora discute-se a possibilidade do local ser utilizado pela 1ª Companhia da Polícia Militar. Nesta quinta-feira (13), Alberto Portugal, diretor do Departamento visitou a redação do Jornal da Manhã e do portal aRede para discutir o assunto (clique aqui para assistir a live). 

Segundo Portugal, o acervo da Casa da Memória foi retirado do local (prédio da Estação Paraná) para garantir a segurança de documentos históricos. “Esse acervo está guardado em um imóvel locado para garantir a segurança desses documentos tão importantes”, explicou Alberto. Além disso, o Diretor também defendeu o uso compartilhado do prédio histórico. 

“A nossa proposta é garantir o caráter cultural do prédio e também atender uma demanda por mais policiamento da população naquela região”, contou Portugal. Com isso, a proposta é que a Polícia Militar ocupe o piso superior do imóvel, enquanto o térreo seja transformado em um local de exposições culturais no período pós-pandemia. 

A restauração do espaço foi orçada pela Fundação e é estimada em cerca de R$ 1 milhão. Por sua vez, o Governo do Estado teria condições financeiras de arcar com as melhorias necessárias. 

PUBLICIDADE

Recomendados