Regional de PG terá novos leitos para a Covid-19

Ponta Grossa

08 de julho de 2020 20:47

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Moradores do Santa Maria reclamam de alta velocidade em via

Rotary promove arroz carreteiro para ajudar entidades

Exportações de PG crescem em julho e somam R$ 3,15 bi em 2020

Câmara discute orçamento da Prefeitura de PG para 2021
Prefeitura afasta profissionais da saúde por Covid no PSM
Keyla Sanson descarta polarização e foca em gestão técnica
Bispo Dom Sérgio parabeniza Felipe Passos em live
Gestor citou o panorama da estrutura hospital regional e em todo o Paraná Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Diretor anunciou que região será reforçada com equipamentos e profissionais nos próximos dias

O diretor da 3ª Regional de Saúde, Robson Xavier da Silva, concedeu uma entrevista ao Portal aRede nesta quarta-feira (8) e anunciou que Ponta Grossa e região terão novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e clínicos destinados ao combate à Covid-19. O gestor também citou o panorama da estrutura hospital regional e em todo o Paraná.

“A Secretária de Estado da Saúde (Sesa), sob a coordenação do secretário Beto Preto, desde o início estabeleceu dentro do seu planejamento a identificação, o mapeamento de todas as instituições hospitalares existentes no Estado do Paraná e que pudessem disponibilizar leitos de UTI e leitos clínicos para os pacientes que porventura viessem a necessitar desses leitos”, citou Silva.

Segundo o chefe da Regional, a experiência internacional e dos primeiros casos do Brasil mostraram a necessidade de leitos. Assim, o Estado identificou que haviam 940 leitos de UTI em diversos hospitais, além de quase duas mil estruturas clínicas nas quatro macrorregiões do Paraná. Ponta Grossa, cita o diretor, faz parte da macrorregião Leste, que engloba as regionais de Paranaguá, Curitiba, Irati, Telêmaco Borba e Guarapuava.

Assista a live completa com Robson Xavier da Silva clicando aqui.

“Se necessário for, os munícipes dessas localidades podem ser direcionados para qualquer um desses hospitais, regiões, que tenham leitos contratualizados para a Covid-19. Nos últimos dias, considerando a alta taxa de ocupação, grande número de casos, consequentemente, casos que necessitaram de internamentos hospitalares, nós chegamos na taxa de ocupação média, da macrorregião, a cerca de 80% dos leitos ocupados, quase 400, por pacientes da Covid,” comenta.

Em conclusão, Silva anuncia novos equipamentos e profissionais para a expensão de leitos, clínicos e de UTI, na 3ª Regional de Saúde. Para destacar a importância, cita os leitos do Hospital Universitário Regional de Ponta Grossa (HU-UEPG), que atingiu 100% dos leitos clínicos e 75% de UTI nessa quarta-feira - mas, que flutuam em média de 90% a 50%, segundo o gestor.

“Há uma orientação do nosso secretário Beto Preto, estamos trabalhando junto com o Hospital Regional e outras instituições da nossa região, para ampliarmos o número de leitos aqui. Tanto clínicos de UTI, como clínicos. Isso será anunciado nos próximos dias”, conclui o diretor.

Comparação de casos e óbitos

A 3ª Regional de Saúde, que conta com 12 municípios (Arapoti, Carambeí, Castro, Ipiranga, Ivaí, Jaguariaíva, Palmeira, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Porto Amazonas, São do Triunfo, Sengés), e cerca de 650 mil habitantes, tem uma proporção de mortes e infectados menores que a grande maioria das demais regionais - assim como as ‘vizinhas’ 21ª (Telêmaco Borba) e 4ª (Irati). Em relação aos óbitos, foram registrados 13 vítimas, com Carambeí e Ponta Grossa com quatro; Arapoti, Jaguariaíva, Palmeira, Piraí do Sul e Sengés com uma morte cada. Em relação aos casos, segundo o diretor, apenas três municípios preocupam.

PUBLICIDADE

Recomendados