Família de PG questiona óbito por coronavírus

Ponta Grossa

06 de julho de 2020 08:20

Afonso Verner


Relacionadas

PG registra 27 novos casos e um óbito por Coronavírus

Colisão carro e moto deixa um ferido na Siqueira Campos

Elizabeth visita agentes da Patrulha Maria da Penha

PG é a cidade com mais casos ativos da Covid no interior
Veículo que fugiu após acidente era roubado, diz PM
Comércio de PG prevê grande movimentação hoje
Fiscalização notifica 17 eventos particulares em PG
Luan tinha 22 anos de idade Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

Segundo namorada do jovem, rapaz foi vítima de “negligência médica”. Luan Cristian lutava contra a leucemia

Luan Cristian, 22 anos de idade, foi apontado como a terceira vítima fatal da covid-19 em Ponta Grossa. O rapaz faleceu no sábado (4) em um hospital de Curitiba, onde fazia um tratamento contra a leucemia - ele teria contraído o vírus no hospital. No entanto, os familiares do jovem usaram as redes sociais para questionar a causa da morte. Segundo uma publicação de Loriane Freitas, namorada do jovem, Luan foi vítima de “negligência médica”. 

Na manhã desta segunda-feira (6), o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), faltou sobre o assunto e explicou o porquê não havia se manifestado antes sobre o tema. “O paciente teria contraído a covid-19 dentro do hospital e a família não acredita que essa tenha sido a causa da morte. E eu respeito e concordo com a família”, disse o prefeito. 

Translado do corpo

Rangel contou ainda que houve um impasse após a morte de Luan. Em mortes positivas para a covid-19, o translado do corpo de uma cidade para outra é proibido e, com isso, o corpo teve que ser cremado. Como o procedimento de cremação é caro, segundo Rangel a Prefeitura de Ponta Grossa arcou com os custos e com o translado dos restos mortais do jovem até a cidade.

PUBLICIDADE

Recomendados