Prefeitura licita R$ 5 mi para ciclovia entre PG e Itaiacoca

Ponta Grossa

28 de maio de 2020 22:00

Da Redação


Relacionadas

Frísia recebe moção de aplausos na Câmara de PG

Prolar busca alternativas para implantar projetos

UEPG abre inscrições para Vestibular EaD neste sábado

Guarda Municipal interdita pista de skate em Oficinas
Batida entre carro e moto deixa ferido na Carlos Cavalcanti
GM prende rapaz com cocaína, maconha e ecstasy
Gestante fica ferida após batida no Jardim Paraíso
A ciclofaixa deve ligar o campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) até o Passo do Pupo Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A ciclofaixa deve ligar o campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) até o Passo do Pupo

A Prefeitura de Ponta Grossa marcou para o dia 2 de julho, no período da tarde, a licitação da execução de obras de implementação da ciclovia na PR-531, no trecho que liga o bairro de Uvaranas ao Distrito de Itaiacoca. Os recursos públicos para a benfeitoria são superior a R$ 4,8 milhões. As informações são do secretário Celso Augusto Sant'Anna, da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Planejamento.

A ciclofaixa deve ligar o campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), desde a rotatória na entrada, até o Passo do Pupo, em uma obra que deve totalizar R$ 4,6 milhões. O investimento é do governo do Estado e foi anunciado no ano passado por Ratinho Junior (PSD), durante as atividades da Feira Paraná no mês de outubro. 

A obra terá extensão de 17,7 km e será construída junto à rodovia PR-513. O espaço é uma importante rota de ciclistas e praticantes de trilha, ligando perímetro urbano de Ponta Grossa até a região rural. Um projeto inicial foi apresentado em março do ano passado pelo secretário de Planejamento e Infraestrutura do município, Celso Sant’Ana. Na época, foi destacado o desenvolvimento do turismo ciclístico que a obra deve gerar, em uma das regiões que reúne vários atrativos. Entre as belezas naturais do Passo do Pupo estão a Fenda das Andorinhas e as Furnas Gêmeas.

O estudo já havia sido apresentado em 2016, mas foi refeito e otimizado para dar mais segurança aos ciclistas e motoristas que trafegam pelo acesso. Ainda não há previsão para o início das obras, já que elas dependem dos trâmites envolvendo o estudo e o novo edital de licitação para as obras.

O pré-projeto para a construção da ciclofaixa, elaborado pela prefeitura, foi levado ao governo do Estado através do secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex de Oliveira. Em maio, a proposta recebeu uma análise final do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), que retornou o projeto de engenharia para a prefeitura, para que fossem feitas alterações em alguns pontos. Com as mudanças, a liberação dos recursos pode ser viabilizada. 


Obra ultrapassa aspecto estrutural

Para o prefeito Marcelo Rangel (PSDB), a obra é emblemática e ultrapassa o aspecto estrutural. “Essa ciclovia não vem só para ligar essas duas regiões e fornecer mais segurança no trânsito da rodovia. Ela também serve como uma propulsora do cicloturismo na nossa cidade”, analisa Rangel. A empresa interessada em participação da licitação poderá obter mais informações, bem como a íntegra do Edital e anexos, junto ao Departamento Administrativo da Secretaria Municipal de Planejamento, localizado à Avenida Visconde de Taunay, 950, no horário das 12h às 18h. O telefone para contato é 42-3220-1304.

PUBLICIDADE

Recomendados