Aliel destaca projeto que destina R$ 3 milhões à cultura de PG

Ponta Grossa

26 de maio de 2020 20:17

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

UEPG abre inscrições para Vestibular EaD neste sábado

Guarda Municipal interdita pista de skate em Oficinas

Batida entre carro e moto deixa ferido na Carlos Cavalcanti

GM prende rapaz com cocaína, maconha e ecstasy
Gestante fica ferida após batida no Jardim Paraíso
Prefeito promete interditar pista de skate em Oficinas
PG terá amplitude térmica de 19ºC nesta sexta
PUBLICIDADE

Iniciativa realoca recursos do FNC, no total de R$ 3 bilhões, para fomento do setor. ‘Auxílio emergencial da cultura’ proporciona ajuda de R$ 600 a profissionais da área

O deputado federal Aliel Machado (PSB) anunciou, na tarde desta terça-feira (26), um projeto de lei aprovado em Brasília que trará R$ 3 milhões ao setor de cultura de Ponta Grossa. Em frente a mansão Vila Hilda, o parlamentar deu mais detalhes dessa ação que visa aquecer um dos setores mais afetados durante a pandemia do novo coronavírus.

“Nós aprovamos um projeto em Brasília que prevê a utilização dos recursos do Fundo Nacional de Cultura (FNC) para ajudar esse setor que está sendo tão afetando nesse momento de crise. O setor cultural foi um dos primeiros a parar e será um dos últimos a retomar suas atividades dentro da sua normalidade – o que não há como”, comenta Aliel.

De acordo com o deputado, o montante total será de R$ 3 bilhões: metade para os estados e outra parte para os municípios (R$ 1,5 bilhão cada). Ponta Grossa receberá, desta forma, R$ 3 milhões que ajudará tanto na área cultural, como junto aos artistas que vêm sofrendo o impacto da pandemia.

“Esse auxílio prevê uma ajuda financeira para artistas de R$ 600 para artistas nos moldes do auxílio emergencial, além de preservar projetos. 15% desse recurso tem que ser utilizado para editais. Portanto, uma grande conquista, uma luta que nós vencemos em Brasília e que com certeza vai ajudar esse setor tão importante que está passando tantas dificuldades nesse momento. É a força da cultura”, complementa Aliel.

PUBLICIDADE

Recomendados