“Se houver multidão vamos fechar tudo”, avisa Rangel

Ponta Grossa

03 de abril de 2020 18:34

Afonso Verner


Relacionadas

Educação de PG entrega 300 toneladas de alimentos

“Ponta-grossenses estão dando lição para o mundo”, diz Rangel

Diocese normatiza volta das missas presenciais em PG

Homem é morto com quatro tiros na Vila Santo Antônio
Polícia prende homem que abusava da enteada
Carro capota após batida em cruzamento na Nova Rússia
Vinicius lamenta decisão da Câmara sobre organizações sociais
Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Prefeito afirmou que vai agir caso haja aglomeração mesmo com as rígidas regras impostas ao comércio

O prefeito Marcelo Rangel (PSDB) foi explícito ao falar sobre o plano de retorno das atividades comerciais em Ponta Grossa. Após anunciar uma série de medidas nesta sexta-feira (3), o gestor foi categórico ao destacar que agirá caso a fiscalização descubra casos de aglomeração. “Se houver multidão nas ruas ou aglomeração no comércio, vamos fechar tudo de novo”, avisou. 

As novas propostas da Prefeitura preveem dias específicos para alguns ramos, como eletrodomésticos, vestuários e afins, além de permitir o funcionamento de shopping centers no sistema ‘drive thru’, ou pegue e leve - já academias seguem fechadas, por exemplo. “Os clientes poderão ir até o shopping, fazer o pedido antes e esperar no carro, receber o produto, roupa ou comida e ir embora, sem acúmulo de pessoas”, afirmou.

De acordo com o prefeito, caso existam multidões nas ruas, seja no comércio popular ou no comércio “da elite”, o lockdown [tudo fechado] vai voltar. “Contamos com a conscientização das pessoas sobre isso, as pessoas tem que entender que não estamos de férias e nem brincando. A coisa é muito séria”, afirmou Marcelo.

Um por pessoas no mercado

Rangel afirmou ainda que deverá baixar uma portaria pedindo para que supermercados e farmácias autorizem apenas uma pessoa por família / grupo entrar para realizar as compras. “Vamos encontrar uma forma jurídica de fazer essa recomendação. Contamos com os empresários do setor, mas também com o bom senso das pessoas nesse momento”, disse Rangel. 

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização