Oferta aRedeShopping
Alunos da rede estadual terão aulas em EAD no PR

Ponta Grossa

02 de abril de 2020 14:31

Afonso Verner


Relacionadas

Ibope estende pesquisa sobre a Covid-19 em PG nesta sexta

Unidades de Saúde passam a realizar testes rápidos

Carro bate em outros dois e capota em rua de PG

Apoio a torneio de taekwondo rende homenagem à Prefeitura
PG possui 151 Pontos de Entrega Voluntária
Família de Cíntia diz que 'justiça foi feita'
Professor salva cachorro do ataque de cães Pitbull
Alunos(as) assistirão aulas pela TV aberta; Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Secretário de Educação do Estado fez uma transmissão para tratar das mudanças no processo de aprendizagem

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, participou de uma transmissão ao vivo nesta quinta-feira (2). Durante a transmissão (clique aqui para conferir), o secretário apresentou ações a serem adotadas para a continuidade do ensino no âmbito da Rede Estadual de ensino durante a pandemia da Covid-19. Desta forma, a expectativa é que os estudantes tenham aula em formato EAD ainda em abril. 

Durante a transmissão, Renato destacou que o período de 20 de março a 2 de abril será considerado antecipação do recesso de julho. O secretário afirmou ainda que pretende, iniciar o processo de educação à distância (EAD) o mais rápido possível. Com isso, o Secretaria de Estado de Educação (SEED) buscará atingir pelo menos 90% dos alunos, evitando a reposição de aulas presenciais.

As primeiras indicações da SEED mostram que todos os professores da rede estadual poderão se inscrever para a gravação das aulas e ainda nesta quinta-feira (2) será lançada uma minuta com os critérios e possíveis benefícios para os docentes que participarem das gravações. A minuta será discutida e, em seguida, lançada oficialmente.

Durante a transmissão, Renato explicou ainda que a SEED pretende fazer a transmissão usando a televisão. O secretário destacou que uma das formas será através da TV aberta, possivelmente usando o canal Paraná Educativa - serão disponibilizados três canais, com cobertura estadual, um canal para 6º e 7º, um canal para 8º e 9º e um canal para ensino médio. Para cada série, haverá um bloco de 5 aulas por dia.

A SEED também tem avançado na criação do aplicativo “Aula Paraná” que poderá ser baixado na Play Store ou Apple Store a partir da semana que vem - o aplicativo não consome o chamado ‘plano de dados’. Segundo o secretário, o  aplicativo permite interatividade com os alunos, chats, provas, atribuição de atividades e com o registro de chamada online (RCO).

Acesso à internet e escolas rurais

Segundo a SEED, o Estado do Paraná vai contratar as operadoras de telefonia móvel para ceder o acesso ao aplicativo 'Aula Paraná', ou seja, o aluno(a) e os professores(as) poderão acessar o aplicativo mesmo sem internet. Já no caso das aulas nas escolas rurais a proposta é que o sinal de TV, em um segundo momento via TV parabólica, possam assistir as aulas pela televisão. 

Alcance de 90% e evitar “reposição”

Segundo o secretário Renato Feder o plano da SEED tem dois pilares: alcançar 90% do total de alunos e evitar a reposição de aulas presenciais. Com isso, o secretário garantiu que os professores da rede estadual serão “protagonistas” da atividade e do aprendizado, mesmo de forma virtual.

PUBLICIDADE

Recomendados