Purple Day chama atenção para debates sobre a epilepsia

Ponta Grossa

26 de março de 2020 18:40

Da Redação


Relacionadas

Câmara de PG retorna com as sessões presenciais

Marcelo Rangel confecciona máscara caseira

Motorista perde o controle e bate contra caçamba de entulho

Rudolf Polaco e Dr Zeca confirmam filiação ao PSL
Secretaria de Saúde confirma novo caso de Covid em PG
Magistrados têm regra específica para prazo de filiação partidária
Esméria destaca papel da ciência frente à pandemia
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

No dia 26 de março as pessoas são convidadas a usarem roxo em apoio à conscientização da epilepsia

Na data de 26 de março é celebrado, internacionalmente, o Purple Day, conhecido como Março Roxo, no Brasil. Trata-se de uma mobilização referente à sensibilização sobre a Epilepsia e seu impacto nas pessoas que vivenciam esta realidade no cotidiano.

O Purple Day, criado em 2008, por Cassidy Megan, na época com nove anos, residente da cidade de Nova Escócia no Canadá, escolheu a cor roxa para representar a epilepsia por causa da lavanda. O simbolismo da flor roxa representa o sentimento de solidão e isolamento que muitas pessoas com epilepsia vivenciam em seu cotidiano.

De acordo com a Associação Brasileira de Epilesia – ABE, a Epilepsia pode ser causada por diversos motivos como: lesão congênita (presente ao nascimento) ou adquirida no cérebro, decorrente de várias causas como por exemplo, batida forte na cabeça (geralmente com sangramento intracraniano), infecção (meningite, encefalite, neurocisticercose, etc), abuso de bebidas alcoólicas, de drogas, etc. 

Às vezes, pode ser causada por algum problema que ocorreu antes ou durante o parto. Malformações do cérebro tanto das estruturas cerebrais propriamente ditas quanto dos vasos sanguíneos no seu interior podem estar presentes desde a formação do feto nos primeiros meses de gestação e podem causar crises epilépticas em uma determinada época da vida. Muitas vezes não é possível conhecer as causas que deram origem à epilepsia, nestes casos consideramos a epilepsia de causa desconhecida.

“O Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Pedagogia, Pedagogia Social e Educação Social da Universidade Estadual de Ponta Grossa – NUPEPES/UEPG, considera a importância da promoção de práticas educativas em espaços escolares e não escolares, incentivando profissionais, alunos e familiares quanto ao diálogo acerca da temática”, explica Tiago Marques do Carmo, integrante do NUPEPES e membro da diretoria da Associação Brasileira de Educação Social e Pedagogia Social - EDUSOBRASIL

A Câmara Municipal de Ponta Grossa iluminou o prédio do legislativo municipal na cor roxa, incentivando a adesão da população à campanha Março Roxo, proposta pelo vereador Celso Cieslak. Os municípios de Carambeí e Castro também tiveram legislações publicadas em alusão ao Março Roxo.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização