UEPG realiza vacinação para comunidade acadêmica

Ponta Grossa

20 de fevereiro de 2020 23:00

Da Redação


Relacionadas

Casos de Covid-19 são maioria entre adultos no PR

Família procura por cadela desaparecida no Esplanada

Registros de violência contra a mulher caem em PG

Rangel brinca com comentário na live de Marília Mendonça
Advogado de PG divulga e-book para detalhar a MP 936
Advogadas comentam liminar que dá poder aos sindicatos
PG registra três roubos a comércio em um dia
Para agilizar o atendimento, é necessário apresentar a carteirinha de vacinação e documento oficial com foto. Foto: Aline Jasper/UEPG
PUBLICIDADE

Para agilizar o atendimento, é necessário apresentar a carteirinha de vacinação e documento oficial com foto.

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em parceria com a Prefeitura, promove um mutirão de vacinação no mês de março. A aplicação e revisão das vacinas, voltadas especialmente para o sarampo, acontece no Campus Uvaranas na quarta-feira (04). No Campus Central, as vacinas serão aplicadas na quinta-feira (05).

O foco para imunização são pessoas de 20 a 29 anos, faixa etária que acumula maior número de casos confirmados em todo o Brasil. No Paraná foram notificados 2350 casos de sarampo, sendo 753 confirmados.

Segundo o diretor de Qualidade de Vida no Trabalho da Pró-Reitoria de Recursos Humanos (ProRH), Jeverson Machado Nascimento, essa faixa etária corresponde a grande parte da comunidade acadêmica e reforça a importância da participação de todos para a renovação das doses da vacina. “Ano passado nós realizamos um mutirão onde foram aplicadas mais de 400 doses de vacina para mais de 200 alunos. Esse número de pessoas fora da faixa de imunização é muito alto”, alerta Machado.

O sarampo é uma infecção viral altamente contagiosa, transmitida por via aérea através da fala, espirro e respiração. Os sintomas são tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele com manchas vermelhas. O vírus ainda pode levar a complicações como meningite, pneumonia, infecções no ouvido e no sistema nervoso. Após vinte anos sem registro, o Estado do Paraná confirmou o primeiro caso em Campina Grande do Sul no ano passado.

Toda a comunidade externa pode participar. Para agilizar o atendimento, é necessário apresentar a carteirinha de vacinação e documento oficial com foto. O horário de funcionamento dos ambulatórios da UEPG é das 8h30 às 17h30.

Com informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização