37ª Fesuva começa nesta quinta-feira em PG

Ponta Grossa

22 de janeiro de 2020 21:00

Cristiano Barbosa


Relacionadas

Câmara de PG vota hoje projeto da 'transparência da Sanepar'

UEPG firma convênio internacional com universidade

Copiosa Redenção recebe doação de projeto

HCorBJ amplia recursos para tratar do coronavírus
SindServ fará sabatinas com candidatos à Prefeitura
Curto-circuito em postes assusta moradores
Projeto da UEPG vai acompanhar hipertensos
PUBLICIDADE

Evento será realizado entre os dias 23 de janeiro e 02 de fevereiro, na Estação Saudade

Será oficialmente lançada nesta quinta-feira (23), em Ponta Grossa, a 37ª edição da Feira da Uva (Fesuva) do município. Realizada pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), a feira se realizará entre os dias 23 de janeiro e 02 de fevereiro, na Estação Saudade.

A feira contará com aproximadamente 2000 metros quadrados de área coberta.  Ao todo serão três espaços de venda da uva e cinco produtores de alimentos derivados à base da fruta, como cookies, geleias e doces.

Quem passar pela 37ª Fesuva, também poderá conferir uma praça de alimentação com barracas de alimentos italianos, food trucks e cervejarias. A feira funcionará das 14h às 22h de segunda a quinta-feira e das 09h às 22h entre sexta-feira e domingo.

Uma das grandes novidades desta edição do evento será a dança da Pisa, típica da cultura italiana que a população também poderá participar.

A abertura oficial será nesta quinta-feira (23) às 15h. Durante o evento também haverá programação cultural com shows musicais, danças e apresentações de teatro, além da decoração. A grande novidade será a dança da Pisa, típica da cultura italiana. A Feira é realizada pela Prefeitura de Ponta Grossa, em parceria com o Núcleo de Alimentação para Eventos de Ponta Grossa (NAPES). 

A estimativa é vender 35 toneladas da fruta nos 11 dias de evento abertos ao público. Serão comercializadas uvas do tipo preta, branca e rosada por R$ 8,00 o quilo. Em 2019 a expectativa de venda foi superada e chegou a 37 toneladas da fruta.

Em entrevista nesta quarta-feira (22) ao Jornal da manhã e portal aRede, Bruno Costa secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), comenta sobre a tradição do evento e ressalta a importância da feira para os produtores locais da fruta.  "A Feira da Uva é uma das mais tradicionais e importantes feiras de Ponta Grossa, pois promove a produção de alta qualidade dos produtores locais. Além disso, é uma oportunidade para comercialização de produtos derivados da fruta, tudo em um único espaço. ” assinala.

O secretário explica que foram ampliados o espaço estrutural e a duração da feira. “Este ano ampliamos o espaço coberto para 2000 metros quadrados e a duração da feira para que a população possa aproveitar o evento com toda a família. ”assinala.

 A feira contará com novidades a partir desta edição da Fesuva. “Teremos novidades para esta edição, uma delas será a quitanda de frutas exóticas e a tradicional dança da Pisa, típica da cultura italiana que a população também poderá participar. ”, explicou Bruno Costa.

A presidente do Núcleo de Alimentação para Eventos de Ponta Grossa (NAPES), Geisa Santos, relata que a expectativa é aumentar o público em relação a 2019. “No ano passado nós tivemos 30 mil pessoas andando na feira. Como este ano o evento é maior, chegando a 11 dias, a gente quer redobrar esse público”, aponta.

Cidade espera toneladas de frutas

A Feira terá dois produtores de Ponta Grossa que irão garantir as toneladas da fruta para venda. Rodrigo Sozim, filho de produtor de uva, participará do evento pela primeira vez e está animado. “Estarei com três toneladas de uva preta. Elas estão bem bonitas e doces esse ano, será muito bom participar”, relata. O parreiral da uva demora três anos para ficar pronto e dar a primeira colheita da fruta, para a produção é necessário cuidados e paciência. Após a última poda a uva leva cinco meses para ficar madura e pronta para o consumo.

PUBLICIDADE

Recomendados