Acadêmica representa UEPG em congresso no exterior

Ponta Grossa

11 de dezembro de 2019 16:00

Diego Ricardo


Relacionadas

Café-escola do Senac Estação Saudade reabre ao público

PG chega a 100 mortes pelo novo coronavírus

DEM divulga carta e ressalta apoio a Marcio Pauliki

Mais de 1,5 mil imóveis estão sem energia em PG
Sanepar interliga novas redes no Parque Industrial
PG chega a 5 mil casos confirmados de covid-19
PSOL aposta em candidatura própria com custos reduzidos
PUBLICIDADE

Evento aconteceu na Universidade Nacional Maior de São Marcos (UNMSM), no Peru

A estudante Luiza Stelle Linhares da Rocha, de 19 anos, é acadêmica de Serviço Social da instituição e participou no início deste mês do XXXII Congresso Internacional Alas Peru 2019, representando a Universidade Estadual de Ponta Grossa durante a realização do evento na cidade de Lima, capital peruana.

Os trabalhos apresentados por Luiza no dia 5 de dezembro foram dois artigos desenvolvidos com a professora dra. Rosilea e a mestranda Helena, tendo como temas um projeto de vida - “Os desafios na construção do projeto de vida dos adolescentes” e outro sobre sexualidade - “Sexualidade na adolescência contemporânea”.

Durante o evento que se estendeu por cinco dias, ocorreram várias atividades simultâneas no período manhã e tarde como as apresentações de trabalho de alunos e professores de vários países, além de apresentações de livros/revistas e mesa-redonda.

Para custear a viagem a acadêmica contou com a ajuda de familiares e amigos, além de realizar a venda de cookies conhecidos como “Os Cookies da Lulu”.  Para ela, o congresso foi importante para poder alavancar sua trajetória acadêmica. “Essa oportunidade foi incrível para mim, pois acredito que é muito importante falarmos sobre nossas pesquisas, trabalhos, projetos, tudo aquilo que desenvolvemos dentro da universidade, tendo em vista que cada vez mais as universidades públicas, gratuitas e de qualidade estão sendo alvos de insultos, ofensas e falsas acusações”, conta Luiza.

A acadêmica ainda relata sobre a área que pretende atuar quando se formar. “Posso afirmar com certeza que trabalhar com adolescentes e jovens é uma área a qual me chama muita atenção e tenho prazer em estudar e trabalhar, pretendo muito seguir esse caminho”, diz. 


PUBLICIDADE

Recomendados