Com decisão de Bolsonaro, Zampieri deve deixar o PSL

Ponta Grossa

12 de novembro de 2019 18:42

Da Redação


Relacionadas

Regional de PG terá novos leitos para a Covid-19

Vereador pede informações sobre obras no Mercadão

Prefeitura lança sistema online para solicitar revisão do IPTU

Ponta Grossa registra 39 casos de Coronavírus em 24h
Fundação de Saúde confirma 4º óbito pela Covid em PG
Ponta Grossa alcança nota B em rating do Tesouro Nacional
Unimed PG aposta em lives para reforçar a transparência com público
Foto: Kauter Prado / CMPG
PUBLICIDADE

Responsável por trazer Bolsonaro em março de 2018, o Vereador afirmou que pretende seguir destino partidário do presidente

Com a decisão do presidente Jair Messias Bolsonaro de deixar o Partido Social Liberal (PSL), o vereador Ricardo Zampieri também anunciou que deve deixar o partido. Único político com mandato eletivo no PSL em Ponta Grossa, Ricardo foi responsável por trazer Bolsonaro em março de 2018 à cidade. “Continuo apoiando o nosso presidente, inclusive a sua decisão partidária”, contou.

Ricardo lembrou que o PSL demonstrou problemas partidários tanto em nível municipal, como em níveis estaduais. “Eu entrei no partido convicto de fazer uma nova política e sempre disse que meu partido é o Brasil. Muitos dentro do PSL escolheram outros caminhos, caminhos que não me agradam, por isso devo deixar o partido em breve”, contou o vereador que cumpre o primeiro mandato no Legislativo.

Zampieri destacou ainda que, independentemente do partido, quer representar o campo da direita na disputa eleitoral em Ponta Grossa no próximo ano. “Quero seguir representando a família e o campo conservador nas discussões políticas. E decido acompanhar o presidente na decisão tomada por ele”, disse Ricardo.

O vereador deverá apoiar Bolsonaro na criação do partido Aliança Pelo Brasil - ao menos 30 deputados federais do PSL e de outras legendas deverão acompanhar Bolsonaro. A expectativa é que assinaturas sejam colhidas de forma eletrônica para a criação da nova legenda. “Vou me empenhar em ajudar o presidente na em arrecadar assinaturas em Ponta Grossa e nos Campos Gerais”, contou Ricardo.

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados