Miguel e Helena lideram o ranking de nomes de bebê

Os nomes internacionais Théo, Gael, Levi e Noah estão entre os dez mais dados a bebês meninos.

Os nomes internacionais Théo, Gael, Levi e Noah estão entre os dez mais dados a bebês meninos
Os nomes internacionais Théo, Gael, Levi e Noah estão entre os dez mais dados a bebês meninos -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Os nomes internacionais Théo, Gael, Levi e Noah estão entre os dez mais dados a bebês meninos.

Pais e mães brasileiros estão escolhendo cada vez mais nomes internacionais para seus bebês, e Noah e Ayla são os maiores representantes dessa preferência. É o que mostra a tradicional análise feita pelo BabyCenter Brasil, a partir do levantamento dos nomes de 325 mil bebês nascidos no ano de 2021 e cadastrados na plataforma.

Miguel e Helena são os nomes mais colocados em bebês, segundo o ranking BabyCenter de nomes de bebê de 2021. Miguel está na primeira posição há nada menos que 11 anos. Já Helena ocupa o primeiro lugar das meninas há quatro anos.

Os nomes internacionais Théo, Gael, Levi e Noah estão entre os dez mais dados a bebês meninos.

Na lista das meninas, Ayla, Maya, Olívia, Luna, Zoe e Chloe registraram forte subida na lista dos 100 nomes femininos mais frequentes em 2021.

Ranking BabyCenter Brasil

O ranking BabyCenter Brasil de nomes de bebê é montado há 13 anos a partir da compilação dos dados dos usuários da plataforma digital gratuita, que inclui o site (brasil.babycenter.com) e o aplicativo grátis Minha Gravidez e Meu Bebê Hoje. O ranking 2021 foi elaborado a partir da análise de dados referentes a 325 mil bebês nascidos em 2021. No Brasil, nascem cerca de 2,7 milhões de bebês por ano.

O IBGE, o portal da Transparência e a Arpen, entidade que reúne cartórios no Brasil, divulgam dados oficiais sobre nomes de bebê, mas a análise feita pelo BabyCenter Brasil permite uma percepção melhor das tendências da moda. Só a lista do BabyCenter Brasil uniformiza grafias diferentes para um mesmo nome, eliminando distorções com a separação de nomes Isabella e Isabela.

Além disso, o ranking BabyCenter Brasil considera nomes duplos separadamente: João Pedro é um nome diferente de João Miguel, em vez de todos serem contabilizados apenas como João, como acontece em outros levantamentos.

Ranking das meninas

Os 10 nomes mais escolhidos para bebês meninas em 2021 foram:

1 - Helena

2 - Alice

3 - Laura

4 - Manuela

5 - Sophia

6 - Isabella

7 - Luísa

8 - Heloísa

9 - Cecília

10 - Maitê

Maitê, que vem crescendo constantemente ao longo dos anos, estreia nos top 10 em 2021.

Nomes de menina em alta em 2021: Elisa, Maria Alice, Ayla, Isis, Maya, Esther, Olívia, Maria Helena, Agatha, Maria Vitória, Jade, Heloise, Maria Isis, Zoe, Melinda e Chloe.

Influências

·    Elisa, Isis e Maria Isis: repetição do fenômeno Marina Ruy Barbosa. Todo personagem interpretado pela atriz inspira nomes de bebê. Em 2021, a influência veio das reprises das novelas globais "Totalmente Demais" (em que viveu Elisa) e "Império" (em que era Maria Isis).

·      Maria Alice: o nome foi impulsionado pelo nascimento, em maio de 2021, da filha da influenciadora Virginia Fonseca e do cantor Zé Felipe, filho de Leonardo. O nome se transformou no segundo nome composto feminino mais usado no Brasil, atrás só de Maria Luísa.

·      Zoe e Melinda: nomes internacionais e inovadores, apresentados pelas celebridades Sabrina Sato e Taís Fersoza, aos quais as famílias foram se apegando aos poucos e que agora já fazem parte dos 100 nomes de menina mais usados no Brasil.

·      Maria Vitória: a análise do BabyCenter mostrou que todos os nomes contendo Vitória, como primeiro ou segundo nome, cresceram em 2021, talvez como resposta às dificuldades e desafios trazidos pela situação econômica e de saúde devido à pandemia de Covid-19.

Ranking dos meninos

Os 10 nomes de menino mais usados para bebês em 2021 foram:

1 - Miguel

2 - Arthur

3 - Théo

4 - Heitor

5 - Gael

6 - Davi

7 - Bernardo

8 - Gabriel

9 - Ravi

10 - Noah

Os destaques do ranking masculino são a chegada de Théo ao terceiro lugar e de Gael ao quinto. Ravi e Noah estreiam nos top 10, desbancando Samuel e Pedro.

Nomes de menino em alta em 2021: Ravi, Noah, Gael, Henry, Matteo, Thomas, José, Rael, Mathias, Apollo, Liam, Micael, Dominic.

Influências

·      Apollo: vem crescendo dentro da tendência de nomes greco-romanos para meninos que já havia levado Heitor aos primeiros lugares, e em 2021 ganhou impulso da reprise da novela global "Haja Coração", em que o personagem Apolo é interpretado por Malvino Salvador.

·      Henry: cada vez mais adotado, com inspiração na realeza, e combina com a moda dos nomes curtos e internacionais.

·      José: nomes bíblicos sobem e descem no ranking, sempre com bastante força. Em 2021, além de José, ganham força Isaac (16o), Levi (33o), Caleb (39o) e Mathias (65o).

·      Ravi: o nome curto e internacional estava em alta e ficou ainda mais popular com o nascimento do filho do DJ Alok e da médica Romana Novais, em 2020.

·      Noah: famílias inspiram-se no ator Noah Centineo, que estrelou os filmes "Para Todos os Garotos que Amei" (Netflix), resgatando também o amor adolescente pelo protagonista do livro e filme "Diário de uma Paixão". Dos nomes internacionais também se destacam Dominic, protagonista da série "Velozes e Furiosos", e Liam o nome mais popular para bebês meninos nos Estados Unidos.

Nomes de bebê globalizados

Boa parte dos nomes em alta nos rankings do BabyCenter também são os mais escolhidos em outros países. A globalização dos nomes próprios é um fenômeno que acontece em outras partes do mundo, principalmente num tempo em que personagens da ficção e do mundo do entretenimento fazem sucesso ao mesmo tempo pelo planeta.

Alguns exemplos:

Noah chegou ao 10o lugar no Brasil. Está em segundo lugar na Alemanha, na Austrália, nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, e é o primeiro colocado no Canadá.

Liam entrou este ano na lista dos top 100 do BabyCenter Brasil, em 88o. É o nome campeão nos Estados Unidos e terceiro colocado no Canadá.

Theo, terceiro lugar no Brasil, está em sexto no Reino Unido, em sétimo na Alemanha e em oitavo no Canadá.

Sophia está entre os dez nomes mais usados para meninas no Brasil, no Canadá, nos EUA, no Reino Unido e na Austrália.

E Olivia, nome de menina campeão no Reino Unido, nos Estados Unidos e na Austrália, vem crescendo no Brasil e subiu 18 posições para chegar ao 34o lugar.

Jeitos diferentes de escrever: a grafia importa

Na tentativa de tornar um nome único e especial, pais e mães vêm adotando jeitos diferentes de escrever um mesmo nome. No Brasil, como detectou o ranking do BabyCenter, há preferência pelo jeito mais internacional de grafar o nome, por isso há mais Arthur que Artur, mais Sophia que Sofia, mais Isabella que Isabela e mais Théo do que Téo.

Para as meninas também se consagrou no Brasil a terminação "-elly", como em Emanuelly (43o lugar), Isabelly (53o) e Gabrielly (97o).

O ranking do BabyCenter Brasil opta por unificar as grafias de acordo com o som, ao contrário do que fazem as estatísticas oficiais da Transparência Brasil e da Arpen (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais). Nomes que se dividem muito em jeitos diferentes de escrever, como Luiza/Luísa, tendem a ficar subestimados nos rankings com dados oficiais.

Como curiosidade, o BabyCenter Brasil registrou nada menos que 26 grafias diferentes para o nome Felipe.

Nomes ligados à natureza e até pequenas Gretas

A natureza e preocupações com o meio ambiente vêm dando o tom para novos nomes de bebê, principalmente para meninas.

Vêm crescendo nomes como Jasmine, Mel, Jade, Pérola e Safira/Zafira, sem contar Lua (como a filha do apresentador Tiago Leifert) e as variações Luna e Luara.

E a jovem ativista Greta Thunberg parece estar inspirando as famílias, pois já aparecem nos dados do BabyCenter Brasil pequenas Greta.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right