PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Por que o veganismo não é apenas uma modinha?

Mix

24 de fevereiro de 2021 18:52

Da Redação


Relacionadas

Confira qual será o acessório hit deste inverno!

Coluna 'Na Trilha da Fé': Uma igreja de adoração perpétua

Filmes ‘Raya’ e ‘Chorão’ entram em cartaz em PG

Arte online: Galeria de Arte migra para o e-commerce
Crônicas dos Campos Gerais: ‘São João Maria'
Cantor de PG auxilia no processo intercultural de Libras
Equipe da UTI neo do HGU prepara surpresa de Páscoa
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O alimento é uma condição primordial para a sustentação da vida

Uma alimentação saudável é fundamental para o bom funcionamento do organismo a ponto de evitar uma série de doenças como por exemplo: obesidade, artrite, diabetes, hipertensão, distúrbios hormonais e até câncer, além de prevenir o envelhecimento precoce e combater o estresse, a depressão, a ansiedade e a insônia. Sendo assim, as pessoas passaram a dar maior importância em manter uma alimentação mais saudável. Os alimentos saudáveis são essenciais também para o sistema imunológico.

A dieta vegetariana, já há vários anos vem sendo considerada como sinônimo de uma alimentação saudável. A alimentação vegetariana é aquela que exclui todos os tipos de carnes da alimentação, mas inclui derivados de animal como ovos, mel e laticínios. Já a dieta vegana, por causa de princípios morais em prol da defesa contra os abusos sofridos pelos animais, exclui todo tipo de alimento derivado de carne.

Os temas “veganismo” e “vegetarianismo” estão em alta na internet atualmente. Motivos à parte, são assuntos que por estarem muito entre os mais falados da atualidade, recebem a fama de “modinha”. Mas longe de ser uma coisa que as pessoas usam para se gabar, o veganismo é um estilo de vida mais saudável e muito mais sustentável.


O que é veganismo?

Mais que uma dieta ou rotina, o veganismo é um estilo de vida onde a pessoa não consome, ou evita ao máximo e na medida do possível o consumo de alimentos e produtos de origem animal. A ideia fundamental do veganismo é de que os animais têm o direito de não serem utilizados como propriedade ou produto.


Benefícios do veganismo para a saúde

Embora a expectativa de vida entre veganos e onívoros não sejam tão diferentes, veganos possuem:

·       Um índice de massa corporal, taxas de hipertensão, e pressão arterial menores

·       Riscos de acidente vascular cerebral (AVC) ou infarto são quase zero

·       Chances menores de desenvolver câncer e diabetes tipo 2

É com certeza um estilo de vida mais saudável.


Malefícios do veganismo

Nada é perfeito e o veganismo tem sim alguns pontos negativos. Por exemplo, alguns nutrientes como o ômega-3, ferro, zinco, cálcio e vitaminas D e B12 são apenas encontrados em animais.

Apesar da questão da carência de nutrientes, isso pode ser resolvido com o uso de vitaminas sintéticas receitadas por nutricionistas.


Os impactos da agroindústria e as mudanças nas empresas

Apesar de gerar mais de 3 trilhões de reais, essa indústria é talvez a mais prejudicial para os animais, o meio ambiente e a saúde dos consumidores. Embora ela gere produtos utilizados diariamente pela população, a agroindústria é um negócio com decisões éticas questionáveis e nada sustentável.

Cada vez mais as pessoas se importam com a sustentabilidade e o impacto humano no planeta. Além de iniciativas pessoais, como reciclar, diminuir a produção de carbono ou até tomar banhos menos demorados ou eliminar o plástico, as empresas também começam a agir.

A ideia de ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa) é cada vez mais usada por companhias para integrar-se às novas formas de ver o mundo e avaliar seu impacto na comunidade como um todo. Entre várias empresas que estão atentas a isso a Natura, por exemplo, se destaca. Mas a mudança não é só relacionada a companhias que lidam com produtos naturais. Empresas tecnológicas, como o NetBet Casino ou Cielo, de geração de energia como Eletrobras, EDP e até bancos e indústrias mais tradicionais podem ajudar na virada de chave para deixarmos um planeta viável para as gerações futuras.


Brutalidade animal

Aves, porcos e gado são os animais que mais passam por situações torturantes em todo esse negócio. Uso de esteroides para crescimento acelerado, mortes lentas e dolorosas, privação do sono para que os animais cresçam mais rápido, espaços super apertados onde os animais são impossibilitados de se mover. Coelhos, macacos e ratos sofrem com a testagem de produtos cosméticos. Mais de 67 bilhões de animais são maltratados anualmente por isso.


Impactos ambientais

Milhões de hectares de áreas produtivas são desmatados para a criação de gado. Só com esse início do processo, ocorre uma grande perda da biodiversidade e o solo se torna fraco ou improdutivo. Para cada quilo de frango produzido, são gastos 4325 litros de água. O gasto quase que triplica na carne bovina. São 15.400 litros por quilo. Vacas e porcos emitem gás metano e óxido nitroso, responsáveis pelo agravamento do efeito estufa e pela degradação da camada de ozônio.


Modinha?

Não é uma modinha. É ótimo o fato do veganismo estar em alta nos últimos tempos, pois é um tema totalmente necessário para a sociedade, e que deve com certeza ser levado em conta e ser abordado em debates pois além de ser mais saudável, ele ajuda no combate aos impactos da agroindústria na saúde e no meio ambiente

PUBLICIDADE

Recomendados