PM fecha festa com ex-BBBs e o cantor Bruno em Goiás

Mix

28 de junho de 2020 21:50

Da Redação


Relacionadas

Alorino faz live beneficente no Dia dos Pais

Liberação de R$ 3 bi da Lei Aldir Blanc será por meio de plataforma

Miguel Sanches Neto lança dois novos livros de crônicas

Projeto Artístico Musical vem movimentando cenário cultural
Uma análise do impacto do Coronavírus nos desfiles de moda neste ano
Zé Vinícius e Rafael agitam o cenário musical de PG
Castrolanda participa de Festival Folclórico virtual
Evento contou com participação de ponta-grossense que postou foto nas redes sociais Foto: Reprodução/Redes Sociais
PUBLICIDADE

Evento contou com participação de ponta-grossense que postou foto nas redes sociais

As ex-BBBs Ivy Moraes (edição 2020) e Anamara (edições 2010 e 2013) foram criticadas na internet após irem a uma festa privada neste sábado (27), na cidade de Caldas Novas (GO), durante a pandemia de covid-19 e as recomendações de isolamento social.

As duas 'brothers' apareceram, sem máscaras, a rainha da 30ª edição da Münchenfest, Aline Machado, que publicou a foto nas redes sociais. Após a polêmica, a imagem foi editada e Aline afirmou que era um "#tbt". Porém, segundo o Jornal Extra, não era o caso. Com isso, depois das críticas recebidas nas redes sociais, Aline apagou a imagem.

Conforme o Extra, o perfil do Instagram "Vem me buscar Hebe" salvou a foto antes de ser excluída e afirmou que festa aconteceu numa mansão às marges do Logo Corumbá, com direito a show ao vivo do cantor Bruno, da dupla com Marrone.

Segundo a PM, cerca de 40 pessoas estavam no evento. Decreto da cidade proíbe aglomerações. O dono do evento disse que era uma comemoração de aniversário e reuniu amigos e familiares.

Vídeos e fotos que circulam em redes sociais mostram o cantor Bruno se apresentando em um palco ao lado de músicos que o acompanham nos shows. Por telefone, a assessoria de imprensa do músico disse que ele foi contratado para cantar em uma confraternização em família e que o contratante disse que seriam poucas pessoas. Porém, ao chegar ao local, Bruno viu que havia uma quantidade maior de participantes.

Ainda segundo a assessoria, o contratante disse que todas as pessoas presentes foram testadas para a Covid-19 e o resultado foi negativo. O músico ficou cerca de uma hora no evento e não estava mais no local quando a polícia encerrou a festa.

A Polícia Militar registro um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra o organizador da festa. A equipe também dispersou os convidados do local. A Secretaria de Meio Ambiente de Caldas Novas informou ainda que foi ao local e que fez um auto de infração contra o dono do evento por desobediência aos decretos municipais. A multa pode chegar a mais de R$ 30 mil.


Com informações do G1, iBahia e Extra

PUBLICIDADE

Recomendados