Ação de Natal discute racismo e feminismo negro em PG

Mix

11 de dezembro de 2019 13:52

Da Redação


Relacionadas

Artista de PG conquista novo prêmio internacional

Concerto online reúne artistas locais e internacionais

Tendência moda Verão 2021 aposta em conforto e modelagem

Crepúsculo em PG rende foto sensacional de igreja
Apla divulga resultado de concurso cultural
Escritora ponta-grossense lança livro de romance
PG Memória 2020 começa nesta quinta-feira
PUBLICIDADE

Diálogos Culturais realizará uma série de ações para pensar no Natal e refletir sobre as minorias

A partir de 14 de dezembro a Diálogos Culturais realizará uma série de ações para celebrar o natal. Neste ano, a ideia é combater o racismo e dar protagonismo às mulheres negras. “Pensar no Natal é refletir sobre as minorias”, afirma Zek Ramos, diretor do projeto. “Relembrar os acontecimentos do nascimento de Jesus como uma história africana, pode ser o início de um movimento antirracista. É importante pensar e criar estratégias onde se dê visibilidade à esta população e se combata o racismo estrutural. Nisto, a Arte pode ser uma aliada”.

Para esta abordagem, escolheu-se homenagear a escritora negra Carolina Maria de Jesus, catadora de papel e favelada, mãe solteira de três filhos, que nos anos 60 teve o livro “Quarto de despejo” entre os mais vendidos do Brasil, além de ser traduzido vários idiomas. O livro narra as vivências da autora na favela, com a desigualdade, o racismo e a fome. 

A primeira ação é uma parceria com a aluna de Letras e fotógrafa Martinha Ferreira, que acompanhou catadoras de papel de Ponta Grossa. Ela conta que a experiência foi impactante pois percebeu que “a maioria delas está dando continuidade à profissão que era de seus pais. Algumas estão preocupadas com a educação dos filhos e buscam oportunidades melhores para eles, mas a falta de acesso à informação, e também por causa do analfabetismo, a perspectiva de mudança é pequena”. 

A fotógrafa acredita que conhecer as histórias foi mais importante que registrá-las. “A maioria não se sentiu à vontade em ser fotografada e acredito que, neste caso, as fotos não são tão fortes, já que vemos a desigualdade naturalizada na tv e nas ruas”, afirma a fotógrafa. “Mas é necessário que o público, a partir destas imagens, lembre-se que existem pessoas atrás daqueles papéis”, completa. As fotos e relatos tentam traçar um paralelo entre os profissionais local e as memórias da escritora Carolina Aparecida de Jesus, com seus relatos literários. O material estará disponível neste site e nas redes sociais.

A Diálogos Culturais também convidou o projeto Pássaro Liberto para dar dicas de Literatura Negra, com vídeos que serão disponibilizados nas redes sociais. A jornalista participante, Luana Nascimento, acredita que “ler escritoras negras permite enxergar uma realidade cultural diferente da nossa. Existem coisas que apenas uma mulher negra é capaz de expressar e uma das formas de compreendê-la é a partir da literatura. A gente abre a cabeça para enxergar o mundo pelos olhos de outra pessoa e é impossível sair ileso desta leitura”.

Ela aponta a importância da internet para o acesso destas leituras. “A literatura negra é historicamente esquecida dentro do mercado brasileiro. Há uma tentativa de apagar estas histórias, e estas escritoras sofrem por ser mulheres e sofrem por ser negras, e muitas vezes ainda por vir da periferia”, afirma Luane. As redes sociais acaba sendo uma nova forma de ver a Literatura. 

Para mais informações, acesse www.dialogosculturais.com


SERVIÇO

Natal da Diálogos Culturais homenageia a vida e obra de Carolina Maria de Jesus com 04 ações especiais


DIA 14/12

"O diário das catadoras de papel de Ponta Grossa"

Série de fotos de Marta Ferreira com depoimentos reais

"Escritoras negras"

Série de vídeos com Pássaro Liberto


DIA 17/12

Peça "Carolina, presente!"

20h30 no La Ballerina

Entrada: Absorventes, pastas de dente, sabonetes, etc

(os kits de higiene serão entregues à moradoras de rua)

Elenco: Dájila Munhoz Palmeira Letícia Carvalho Silva Jordana Murmel Camila Oliveira e Maria Clara Alves

Participação Especial de Aparecida De Jesus Ferreira e Luiz Oliveira

Direção coreográfica de Mackaulen Tavares

Direção Geral de Zek Ramos


DIA 20/12

Videoclipe "O pobre e o rico" com AmutuA

(Música de Carolina Maria de Jesus)

Produção Musical Leopoldo Stadler

Video de Douglas Kahl

Figurinos de Evlin Aparecida Frandoloso

Direção de Zek Ramos

Apoio Studio XV

PUBLICIDADE

Recomendados