Paraná oferece opções culturais de turismo holandês

Mix

12 de novembro de 2019 20:30

Da Redação


Relacionadas

Projeto Palco B lança gravações ao vivo de Mello

Moda: Inverno 2020 traz estilo Retrô

Espetáculo educacional resgata cultura circense

‘Fios de Baiano’ fazem show online em bar de PG
aRede e Dom Pizzas Pré-Assadas lançam promoção
Alorino anuncia live show beneficente de humor
Cultura promove seminário online sobre Lei Aldir Blanc
PUBLICIDADE

Um dos poucos feriados prolongados do ano está se aproximando, então que tal aproveitar com um passei para conhecer um pedaço da Holanda instalada no Paraná? 

A Proclamação da República, comemorada em 15 de novembro, cairá na próxima sexta-feira e opções de destinos para aproveitar a folga não faltam. No Paraná, na região dos Campos Gerais, lugares que serviram de moradia e trabalho para imigrantes holandeses são pontos de turismo histórico. 

Para Koob Petter, presidente da Associação Cultural Brasil - Holanda (ACBH), uma organização formada por holandeses e descendentes que vieram para o Brasil, esses pontos turísticos são culturalmente ricos. “Não se apaga a memória, mas é preciso preservá-la para que seja passada de geração para geração. Manter uma estrutura original e promover visitações é uma forma de enaltecer nossa cultura”, comenta. Confira alguns desses pontos conhecidos na região:


Parque Histórico de Carambeí

Parque Histórico de Carambeí é um complexo museal de caráter sociocultural e educativo que visa resgatar, preservar e difundir a história e memória de Carambeí, as experiências que moldaram a cidade e sua gente. É o maior espaço museal histórico a céu aberto do Brasil em um terreno de 100 mil metros quadrados, utilizado como referência em produção cultural.

É responsável por promover o estilo de vida holandês com o compromisso da preservação da memória do imigrante que se estabeleceu na antiga colônia. Preza pelas manifestações históricas e culturais representadas em seu patrimônio material e imaterial, ambos presentes em espaços com reproduções arquitetônicas da vida do colono no início do século XX.  

Endereço: Av. dos Pioneiros, 4050 (Carambeí)

Entrada: R$ 20 inteira, R$ 10 meia-entrada


Centro Cultural Castrolanda

O Centro Cultural Castrolanda reúne os espaços de cultura e memória da comunidade, como o Memorial da Imigração Holandesa inaugurado em 2001 e o Museu Histórico de Castrolanda inaugurado em 2016.

Localizado dentro do Memorial de Imigração Holandesa, o Moinho de Vento “De Immigrant” (ou O Imigrante, em português) é uma réplica em tamanho original do moinho Woldzigt, localizado no norte da Holanda. A atração tem 37 metros de altura e asas com envergadura de 26 metros - de uma ponta a outra. O moinho é considerado um dos maiores do mundo e foi projetado e construído pelo arquiteto holandês Jan Heijdra, especialista em moinhos de vento. Além disso, toda a estrutura de madeira foi feita sem o uso de pregos. 

Já o Museu Histórico de Castrolanda, construído para representar as casas de fazenda típicas do norte holandês, em que a residência é unida ao estábulo, conta com um acervo de móveis e objetos que foram doados pelas famílias dos pioneiros. O espaço do estábulo que originalmente era usado para animais, depósito e maquinários, hoje é utilizado para exposições que contam a história da imigração. 

Endereço: Rua do Moinho, 244 (Castrolanda)

Entrada: R$15 inteira, R$7,50 meia-entrada


Museu do Imigrante Holandês

Localizada em Arapoti (PR), a estrutura onde hoje fica o Museu do Imigrante Holandês foi inaugurada em 1963 pela Cooperativa Central de Laticínios, e funcionou como estação de recebimento de leite e produção de manteiga até 1979. Em 2005, a sede foi comprada pela comunidade Colônia Holandesa e transformada em museu. O ambiente é decorado com móveis como os trazidos pelos holandeses na época, reproduzindo o estilo de vida. Além disso, conta também com maquinário, utensílios e ferramentas agrícolas originais. 

Endereço: Rua Geert Leffers, s/n (Arapoti)

Entrada: R$ 5


Sobre a ACBH

A Associação Cultural Brasil-Holanda (ACBH) é uma organização formada por holandeses e descendentes de holandeses no Brasil, oriundos de diversas colônias. Visa preservar o patrimônio histórico artístico e cultural holandês e brasileiro para a posteridade. Também quer incentivar, desenvolver e divulgar as várias formas de expressão cultural. Mais informações: https://www.acbh.com.br/

PUBLICIDADE

Recomendados