Oferta aRedeShopping
Cruzeiro bate o São Paulo e volta a vencer após oito jogos

Esporte

17 de outubro de 2019 07:34

Da Redação


Relacionadas

Jogadores e presidente do FC Cascavel estão com covid-19

PG entra no cenário de games com a ‘Operário Ghosts eSports’

Torcidas de SP fazem protesto contra presidente Jair Bolsonaro

Qualidade de vida é um dos objetivos no 'Momento Cavali'
Zagueiro do Operário-PR comenta sobre volta aos treinos
Após testagem do elenco, Operário retoma os treinos
Wanderlei Silva pode enfrentar Mike Tyson em luta épica
Thiago Neves marcou o gol da vitória e interrompeu jejum da Raposa Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
PUBLICIDADE

Meia Thiago Neves marcou o gol da vitória para acabar com uma sequência de oito jogos sem vencer

O Cruzeiro voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Jogando em casa diante do São Paulo, no Mineirão, pela 26ª rodada, a Raposa marcou com o meia Thiago Neves e conquistou os três pontos depois de oito rodadas sem vencer.

Com o resultado, a equipe celeste chegou aos 25 pontos conquistados e está 18ª. O São Paulo permaneceu com 43 pontos e ocupa a quinta colocação.

O jogo

Em uma etapa inicial de muito toque de bola, mas poucas oportunidades de gol, o Cruzeiro teve sua grande chance aos 32 minutos. Depois de pressionar a saída de bola do São Paulo e retomar, Thiago Neves recebeu dentro da área, mas demorou para definir e não conseguiu marcar.

Aos 46, o Tricolor chegou bem, e Luan descolou bom passe para Alexandre Pato. O atacante limpou a zaga e bateu para o gol, mas não pegou em cheio e Fábio não teve muito trabalho para fazer a defesa.

Na volta dos vestiários, a Raposa não demorou para abrir o placar no Mineirão. Em boa jogada pela direita, Marquinhos Gabriel recebeu e encontrou Thiago Neves dentro da área. O camisa 10 subiu de cabeça e mandou no fundo do barbante: 1 a 0 para os mandantes.

O time paulista tentou fazer o abafa nos minutos finais, mas esbarrou na falta de criatividade e de efetividade do ataque. Com isso, o Cruzeiro manteve a vitória pelo placar mínimo até o apito final.

Informações CBF.

PUBLICIDADE

Recomendados