Homem negro é espancado até a morte no RS

Cotidiano

20 de novembro de 2020 11:12

Da Redação


Relacionadas

Novo modelo de concessão prevê mais obras e tarifas menores

Demanda de procedimentos estéticos cresce na pandemia

Estado tem mais 1.874 novos casos e 112 óbitos pela Covid-19

PR recebe novo lote de vacina e amplia imunização
BRF investirá R$ 45 mi em laboratórios de qualidade
Sobe para 19 o número de mortos na BR-376
MEC publica edital para adesão de universidade ao Sisu
PUBLICIDADE

Vítima teria brigado com uma funcionária dentro da loja, foi levada até o estacionamento e apanhou até morrer nas mãos de seguranças do Carrefour

Um homem de 40 anos foi espancado até a morte por seguranças do supermercado Carrefour em Porto Alegre (RS) nesta quinta-feira (19), véspera do Dia da Consciência Negra. João Alberto Silveira Freitas apanhou de dois homens brancos, um deles segurança do estabelecimento e outro, um policial militar temporário da capital gaúcha. O caso é investigado pela Polícia Civil do Estado.

Conforme o delegado Leandro Bodoia, da delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, houve um desentendimento entre a vítima e uma funcionária do mercado. Testemunhas disseram ao Estadão que Freitas tinha feito “gestos agressivos” na direção de uma caixa. Neste momento, os seguranças foram chamados, conduziram a vítima para fora da loja e iniciaram as agressões, enquanto a esposa do homem permaneceu finalizando a compra.

Freitas teria desferido um soco no rosto de um segurança, o que teria motivado as agressões. A esposa da vítima foi em direção ao estacionamento para guardar as compras quando viu seu marido sendo espancado. O Samu foi acionado, mas não conseguiu reanimar a vítima. Os suspeitos foram presos em flagrante. O delegado revelou ainda que vai analisar as imagens de câmeras de segurança e relatos de testemunhas para concluir o inquérito e indiciar os culpados pela morte.

PUBLICIDADE

Recomendados