Novo ciclone se aproxima da região Sul; Simepar explica

Cotidiano

06 de julho de 2020 10:00

Da Redação


Relacionadas

Brasil atinge a marca de 100 mil mortes por Covid

Vídeo mostra sequestradores usando refém como escudo

Morretes reabre para turistas, mas com entrada controlada

Fiocruz recebe R$ 100 milhões para produção de vacina
Motoboy é alvo de ofensas racistas; veja o vídeo
TCU avalia riscos de ações à educação durante pandemia
Bancários pedem regulamentação de home office
É importante destacar que o fenômeno meteorológico será em menor intensidade que o ciclone bomba da semana passada. Foto: Reprodução/Banda B
PUBLICIDADE

Previsão é que ventos de até 80 km/h aconteçam no Sul do Paraná

Um novo ciclone está se formando e vai atingir a região Sul no início desta semana. A informação viralizou nas redes sociais nas últimas horas, mas é importante destacar que o fenômeno meteorológico será em menor intensidade que o ciclone bomba da semana passada, que matou dez pessoas e devastou Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

De acordo com o meteorologista Lizandro Jacóbsen, do Simepar, a magnitude deste ciclone é menor. “Existe a previsão de temporal e rajadas de vento, mas com menos força. As chuvas no Paraná não devem ter valores tão elevados, ficando mais em Santa Catarina e Rio Grande do Sul”, explicou.

Segundo Lizandro, as rajadas de vento devem chegar a 80 km/h, especialmente na região Sul do Paraná. “No evento da semana passada, as rajadas de vento passaram de 100 km/h e, nesta semana, devemos ter ventos na faixa de até 80 km/h, que apesar de mais fracos são também fortes e podem causar danos”, destacou.

Após o ciclone se afastar, novamente um resfriamento está previso. “Posteriormente o que se espera é um intenso resfriamento em toda a região Sul, começando a esfriar bastante a partir de quinta-feira, com a previsão de formação de geada”, concluiu.

Informações Banda B

PUBLICIDADE

Recomendados