Renato Feder deve ser o novo ministro da Educação

Cotidiano

03 de julho de 2020 09:48

Da Redação


Relacionadas

Motoboy é alvo de ofensas racistas; veja o vídeo

TCU avalia riscos de ações à educação durante pandemia

Bancários pedem regulamentação de home office

Tecpar concede 1.º Selo de Inovação a projeto antivírus
Inflação: gasolina e eletricidade são motivos da alta de julho
Governo lança linha de crédito para transporte de passageiros
Confinamento deixa 75% dos alunos ansiosos diz pesquisa
Nome de Feder era cogitado antes mesmo do anúncio de Carlos Decotelli, que pediu demissão Foto: Divulgação/AEN
PUBLICIDADE

Secretário de Educação do Paraná deve assumir a pasta após saída de Carlos Decotelli, que pediu demissão antes mesmo de assumir o cargo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve anunciar nas próximas horas o novo ministro da Educação, dias depois da saída de Carlos Decotteli – ele nem chegou a assumir o cargo e pediu demissão pelos equívocos no currículo. O favorito ao cargo é Renato Feder, secretário de Educação e Esportes do Paraná, nome que já vinha sendo cotado antes mesmo do anúncio de Decotelli.

Conforme consta no site da Secretaria, Feder é mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi professor da Educação de Jovens e Adultos, lecionou matemática por dez anos, além de ter sido diretor de escola por oito anos. Também foi assessor voluntário da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, além de ter atuado como empresário do setor de tecnologia.

O desafio de Feder no comando da pasta é encontrar uma solução para a educação brasileira em meio à pandemia da covid-19, como a data e medidas para o retorno às aulas e a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Com informações do portal R7.

PUBLICIDADE

Recomendados