'Ciclone bomba' pode atingir o Paraná nesta tarde

Cotidiano

30 de junho de 2020 09:54

Da Redação


Relacionadas

WhatsApp ganha recurso de verificação de mensagem

Paraná já conta com R$ 200 milhões para compra de vacinas

Confiança do empresário sobe pelo terceiro mês seguido

Mourão manifesta preocupação com incêndios na Amazônia
Mercado acredita em redução da taxa Selic nesta semana
Divulgado calendário do auxílio emergencial de quem contestou
BNDES terá mais recursos para recuperação de resíduos sólidos
Fenômeno provocará, apenas, uma queda rápida da pressão atmosférica Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Apesar do termo parecer assustador, o fenômeno provoca, apenas, uma queda rápida da pressão atmosférica

Nesta terça-feira (30), o fenômeno ciclogênese explosiva, conhecido como ‘ciclone bomba’, atinge o Paraná com fortes temporais e rajadas de vento.

Apesar do nome assustar, Paulo Barbieri, que é meteorologista do Simepar, tranquiliza a população e afirma que é um fenômeno comum. “Ele vai se posicionar sobre o oceano e vai causar muito vento, nada de diferente dos outros ciclones que já passaram pelo Estado.”

O ‘ciclone bomba’ é comum no inverno, porém, ocorre com mais frequência no norte da Europa e no nordeste dos Estados Unidos. No Atlântico Sul, é mais comum na costa da Argentina ou no cinturão de baixa da Antártida.

Apesar do termo ser assustador, o fenômeno provoca, apenas, uma queda rápida da pressão atmosférica e ele se forma quando o ar frio se choca com o ar mais quente. Os ventos fortes criam um efeito de centrifugação, por isso, o nome de ciclone.

Com informações do Paraná Portal

 

PUBLICIDADE

Recomendados