Dólar fecha abaixo de R$ 5 pela 1ª vez desde março

Cotidiano

05 de junho de 2020 19:24

Fernando Rogala


Relacionadas

Documento digital de veículos está disponível; saiba como usar

Novo ciclone chega ao Sul e causa chuva, ventania e granizo

Sesa confirma 2.380 novos casos e 34 mortes pela covid-19

Defesa Civil levanta danos da passagem de ciclone em SC
Mais de 70 mil imóveis seguem sem energia no Paraná
Mega-Sena sorteia R$ 27 milhões neste sábado
Governo destinará R$ 500 mi para proteger a Amazônia
Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Vendido a R$ 4,988, divisa teve recuo de R$ 0,144 (-2,8%)

Em mais um dia de alívio nos mercados internacionais, o dólar fechou abaixo de R$ 5 pela primeira vez desde março. A bolsa de valores ultrapassou os 94 mil pontos e encerrou no nível mais alto em três meses. O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (5) vendido a R$ 4,988, com recuo de R$ 0,144 (-2,8%). A cotação operou em queda durante toda a sessão e fechou no menor nível desde 13 de março (R$ 4,813). Na mínima do dia, por volta das 12h30, chegou a atingir R$ 4,94.

A moeda fechou a semana com queda de 6,6%. Essa foi a maior queda semanal para o dólar desde outubro de 2008. Em 2020, a divisa acumula alta de 24,29%. O euro comercial fechou o dia vendido a R$ 5,609, com recuo de 3,35%. A libra comercial caiu 2,44% e terminou a sessão vendida a R$ 6,291. O Banco Central (BC) interveio pouco no mercado. A autoridade monetária ofertou até US$ 620 milhões para rolar (renovar) contratos de swap cambial – venda de dólares no mercado futuro – que venceriam em julho.

No mercado de ações, o Ibovespa, índice da B3 (bolsa de valores brasileira), fechou o dia aos 94.637 pontos, com ganho de 0,86%. O índice está no maior nível desde 6 de março.

PUBLICIDADE

Recomendados