Governo do PR revoga licença dos professores durante a pandemia

Cotidiano

07 de abril de 2020 19:20

Da Redação


Relacionadas

PF cumpre mandados na residência oficial de Witzel

Ratinho inclui paridade e integralidade na aposentadoria de policiais

Homem é acusado de violentar enteada no Paraná

Adoção tardia permanece como grande desafio no Paraná
Mais de 971 mil paranaenses já entregaram a declaração
Brasil registra 807 novas mortes e 11.687 infectados
Inadimplência cresce 72% em instituições privadas de ensino
PUBLICIDADE

Em vídeo, secretário de Educação, Renato Feder, fala da decisão tomada junto ao governador, Ratinho Junior

A licença especial obrigatória dos professores durante a pandemia do coronavírus foi revogada nesta terça-feira, 7. A medida foi adotada pelo governo do Estado após reunião do governador Ratinho Junior e o secretário Renato Feder. Com essa decisão, os professores que tiverem licenças acumuladas poderão tirá-las de forma voluntária.

A Secretaria da Educação entende que a presença dos professores nas salas virtuais é a garantia da qualidade do ensino que será ofertado aos estudantes no período do isolamento. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o próprio Feder fala sobre a decisão (clique no player acima para assistir).

O Governo do Paraná deu licença especial para 56,2 mil servidores do quadro funcional como ação de emergência relacionada à saúde pública para enfrentamento do coronavírus. Deste total, 54 mil (96%) são vinculados à Secretaria de Estado da Educação e Esporte. O restante é dos demais órgãos e entidades da Administração Direta e Autárquica do Estado. Os professores tiveram que ser chamados para garantir o ensino à distância.

As informações são do Bem Paraná.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização