Portal aRede - Aconteceu! Tá na aRede!
Publicidade

Cotidiano

Membros da Fenapc de diferentes estados têm buscado contato com parlamentares para solução dos problemas na construção Foto: Divulgação
Da Redação | Cotidiano | 13/02/2020 as 16:20h

Construtores buscam apoio para o 'Minha Casa Minha Vida'

Membros da Fenapc de diferentes estados têm buscado contato com parlamentares para solução dos problemas na construção

Pequenos construtores de diversas partes do país estão mobilizados em busca de apoio em Brasília. A ação é uma tentativa de salvar empregos e investimentos da construção civil em mais de 25 estados e no Distrito Federal.

Isso porque um entrave no Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) está impossibilitando a aquisição de imóveis no Brasil inteiro desde meados de janeiro, impedindo famílias de saírem do aluguel e pequenas empresas da construção de se manterem ativas em um mercado que sofre com a falta de recursos.

Na terça e quarta-feira, dias 11 e 12 de fevereiro, comitivas de pequenos empresários do setor, muitos deles de economia familiar, visitaram gabinetes de parlamentares e ministérios em busca de uma solução para os problemas que têm afligido o mercado da construção.

“Estamos em uma luta para manter nossas empresas abertas e nossos funcionários trabalhando. São empresas pequenas, com poucos trabalhadores, mas que sustentam famílias em diversos municípios, muitos deles locais com déficit de postos de trabalho e na qual a construção civil é uma das poucas opções”, explica Fabiano Zica, presidente da Federação Nacional dos Pequenos Construtores (Fenapc).

Acontece que desde o início do ano há falta de recursos para o financiamento dos imóveis pelo programa, destinado à moradia de famílias de diferentes faixas de renda. “Não é dinheiro para as empresas, mas para o cidadão que precisa financiar a sua moradia. Nós construímos com capital próprio e vamos receber depois da venda, como em qualquer negócio”, esclarece o presidente.

Para entender o problema, em janeiro o Governo Federal provisionou R$ 50 milhões de contrapartida para o programa Minha Casa Minha Vida, que é mantido com 90% de recursos do FGTS e 10% do Orçamento Geral da União (OGU). Dinheiro que retorna aos cofres públicos com a quitação das dívidas.

Ocorre que o valor aportado pela OGU se esgotou rapidamente na maioria dos estados, causando uma paralisação geral no setor. A saída para a questão, que é solicitada pelos construtores, é a reedição de uma portaria do Governo Federal publicada em setembro do ano passado e que teve validade apenas até 31 de dezembro de 2019.

Essa portaria permitia que os recursos para o programa fossem custeados 100% pelo FGTS, que possui fundos suficientes, desobrigando a contrapartida da União. “O setor está parado pela burocracia. Não queremos doação de recursos, apenas que o dinheiro seja usado para uma finalidade a que ele já tem sido destinado que é o programa habitacional mais importante do país”, reforça Fabiano Zica.

Na terça-feira, além de parlamentares, os construtores participaram da posse do novo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Já na quarta-feira reuniões aconteceram na Superintendência Nacional da Habitação na Caixa Econômica Federal e no Ministério da Economia. Há uma esperança entre os construtores de que os problemas sejam sanados até o fim deste mês.

Com informações da Assessoria de Imprensa.

Publicidade

Recomendados

Publicidade

LIVES RECENTES

ao vivo | 19/02/2020 ás 17:48h

Blocos dos Polacos é opção para o carnaval de PG

Ver Mais

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ponta Grossa 19/02/2020 ás 20:32h
Campos Gerais 19/02/2020 ás 20:00h
Ponta Grossa 19/02/2020 ás 19:50h
Publicidade
Campos Gerais 19/02/2020 ás 19:00h
Campos Gerais 19/02/2020 ás 18:40h
Publicidade
Ponta Grossa 19/02/2020 ás 17:20h
Publicidade
Publicidade

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 19/02/2020 ás 16:52h

Câmara de Ivaí começa processo para cassar Kiko Lobacz

Ponta Grossa 19/02/2020 ás 15:40h
Publicidade
Ponta Grossa 19/02/2020 ás 15:22h
Publicidade

COTIDIANO

Cotidiano | 19/02/2020 ás 16:40h

BC lança sistema de pagamento instantâneo no Brasil

Publicidade
Cotidiano 19/02/2020 ás 13:58h
Cotidiano 19/02/2020 ás 13:30h
Publicidade

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 19/02/2020 ás 13:40h

In Cursus promove Workshop de Vendas em Prudentópolis

Campos Gerais 19/02/2020 ás 11:10h
Publicidade
Campos Gerais 19/02/2020 ás 09:04h
Campos Gerais 18/02/2020 ás 21:32h
Campos Gerais 18/02/2020 ás 19:30h
Publicidade

MIX

Mix | 19/02/2020 ás 05:00h

Band muda nome e define lançamento de novo canal de agronegócios

Publicidade
Publicidade

ESPORTE

Esporte | 19/02/2020 ás 10:00h

Lateral esquerdo Julinho se apresenta ao Operário

Esporte 18/02/2020 ás 08:40h
Publicidade
Esporte 16/02/2020 ás 20:06h
Esporte 16/02/2020 ás 17:58h
Publicidade

INSANA

Insana | 30/01/2020 ás 15:00h

Pesquisas por 'vírus da cerveja corona' crescem 1.100%

Publicidade
Publicidade

VAMOS LER

Vamos Ler | 10/12/2019 ás 20:10h

‘Entrevista’ é tema de atividade em 5º ano A

AGRONEGÓCIO

Agronegócio | 18/02/2020 ás 12:40h

Faturamento da CAPAL chega a R$ 1.474 bilhão

Publicidade

ROMULO CURY

ao vivo | 19/02/2020 ás 17:48h

Blocos dos Polacos é opção para o carnaval de PG

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 19/02/2020 ás 06:05h

Confira seu horóscopo para esta Quarta-feira (19/02)

EMPREGOS

Empregos | 17/02/2020 ás 18:30h

Vagas na Agência do Trabalhador para esta Terça-feira (18/02)

Publicidade

MAIS LIDAS

Cotidiano | 13/02/2020 ás 16:50h

Suposto namorado de Gugu entra na disputa por herança

Ponta Grossa 14/02/2020 ás 11:41h
Ponta Grossa 18/02/2020 ás 11:01h
Ponta Grossa 18/02/2020 ás 08:42h
Ponta Grossa 15/02/2020 ás 07:34h

VÍDEOS

Ponta Grossa | 19/02/2020 ás 09:39h

Incêndio em caçamba de recicláveis mobiliza bombeiros

Ponta Grossa 17/02/2020 ás 14:10h
Publicidade