LBV é premiada por atuação no campo dos direitos humanos

Cotidiano

23 de janeiro de 2020 10:39

Da Redação


Relacionadas

Laboratório desenvolve teste nacional para covid-19

Consumidores de baixa renda estão isentos de pagar a luz

Em pronunciamento, Bolsonaro defende o uso da cloroquina

Campanha reforça a turistas que não cancelem viagens
Paciente com suspeita de Covid-19 agride equipe médica
Senado recorre de decisão que bloqueia fundo eleitoral
Moradores de favelas relatam desabastecimento e medo
Na ocasião, o diretor-presidente da LBV, José de Paiva Netto, foi representado por Haroldo Rocha, assessor da Presidência. Foto: Divulgação/LBV
PUBLICIDADE

A Comissão Organizadora e Julgadora da premiação indicou a Entidade em virtude da destacada atuação na promoção e defesa dos direitos humanos.

Legião da Boa Vontade (LBV) foi agraciada, em dezembro, com o Prêmio Direitos Humanos do Distrito Federal. Realizado pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus/DF), o evento identifica e divulga boas práticas adotadas por pessoas físicas e instituições nesta área.

A primeira edição do prêmio, ocorrida no Salão Branco do Palácio do Buriti, reconheceu 62 organizações e entidades públicas e privadas que contribuíram destacadamente para a valorização dos direitos humanos. Entre os homenageados, estavam os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

Composta por integrantes da Sejus/DF, a Comissão Organizadora e Julgadora da premiação indicou a LBV em virtude da destacada atuação na promoção e defesa dos direitos humanos.

“Dentro dos valores ecumênicos e educativos que a LBV preconiza, no sentido de iluminar as consciências, recebemos esta justa homenagem por este trabalho internacional. Nesse foco está a Caridade Completa, que é o amor em marcha, a realização, de fato, tanto no campo espiritual, moral e intelectual quanto para aqueles que precisam de apoio, ajuda, naquele momento transitório de suas vidas. A LBV não falha, está sempre realizando esse trabalho com profundo amor", destacou Rocha.

Vale ressaltar que, no Distrito Federal, a LBV mantém duas unidades: a Escola de Educação Infantil Alziro Zarur, que atende centenas de crianças entre 3 e 5 anos, em período integral; e o Centro Comunitário de Assistência Social, beneficiando, por intermédio do programa Criança: Futuro no Presente!, meninos e meninas com idade entre 6 e 15 anos.

A LBV

Fundada em 1º de janeiro de 1950 (Dia da Paz e da Confraternização Universal) pelo poeta e radialista Alziro Zarur, a LBV atua em todo território nacional, prestando atendimento de qualidade que abrange de crianças a idosos e se estende a suas famílias.

Ao todo, são 82 unidades socioeducacionais entre escolas de educação básica, escola de capacitação profissional, abrigos para idosos e Centros Comunitários de Assistência Social, que resgatam em cada atendido a sua autoestima e transformam para melhor a sua realidade.

+ CONHEÇA O TRABALHO DA LBV

A instituição tem uma atuação permanente nas Nações Unidas desde 1994, quando se associou ao Departamento de Comunicação Global (DCG). Em 1999, a LBV foi a primeira e única organização da sociedade civil brasileira a conquistar o status consultivo geral no Conselho Econômico e Social (Ecosoc). Com isso, participa de conferências e compartilha propostas para a agenda internacional de desenvolvimento, contribuindo na implementação de políticas públicas em todos os países-membros da ONU.


Com informações do site da LBV

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização