Oferta aRedeShopping
Assalto em aeroporto deixa dois mortos e três baleados

Cotidiano

17 de outubro de 2019 13:29

Da Redação


Relacionadas

TSE libera mais de R$ 2 bilhões do Fundo Eleitoral

FASPG recebe de hamburguerias mais de 1,2 mil quilos de alimentos

Governo propõe parceria com Exército para novos projetos

Maio teve mais chuva, mas PR mantém emergência hídrica
Coca-Cola doa 24 mil garrafas de água para HU
CCR libera mais 7 km de duplicação da Rodovia do Café
PR ultrapassa 5 mil casos de Covid-19 e registra 199 óbitos
Segundo a PF, os suspeitos incendiaram duas carretas para fechar os dois sentidos da rodovia Santos Dumont em São Paulo Foto: Grupos WhatsApp aRede
PUBLICIDADE

Segundo a PF, os suspeitos incendiaram duas carretas para fechar os dois sentidos da rodovia Santos Dumont em São Paulo

Um assalto ocorrido na manhã desta quinta-feira (17) no aeroporto internacional de Viracopos, em Campinas (SP), deixou, segundo a PM (Polícia Militar), até o início da tarde, dois suspeitos mortos, dois vigilantes baleados, além de três pessoas feitas de refém: duas mulheres e uma criança. Polícias Civil e Federal fazem a investigação e Polícia Militar atua na parte ostensiva.

Três viaturas da GCM (Guarda Civil Metropolitana) de Campinas e uma da PM foram alvejadas durante a perseguição. Um policial foi atingido na perna. Segundo a polícia, dentro da casa dos reféns, há cerca de 12 criminosos.

A polícia informou que os criminosos ligaram para o 190 e disseram que estavam com família refém, na rua Sócrates, com um bebê. A Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) e o Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) foram mobilizados para o local.

De acordo com informações preliminares da Polícia Federal, dois seguranças da empresa privada de valores Brinks foram baleados (um na perna e outro na orelha) durante troca de tiros com assaltantes, no perímetro do aeroporto. Eles foram socorridos imediatamente, mas não há informações sobre o estado de saúde deles.

A reportagem apurou com policiais civis de Campinas que os criminosos estavam com armas de grosso calibre, algumas identificadas como fuzis, e que conseguiram levar parte da carga da empresa.

Segundo um policial federal de Campinas, os criminosos interceptaram, no pátio interno do terminal de cargas do aeroporto, um contêiner que carregava malotes de dinheiro e que iria ser levado para um avião da transportadora UPS. Não se sabe o valor.

Para chegar até o local, os criminosos utilizaram, pelo menos, dois carros no perímetro do aeroporto. Os outros dois estavam mais afastados, para auxiliar na fuga, segundo as primeiras informações. Os carros que estavam no perímetro do roubo estavam clonados, com adesivos da Aeronáutica e da Polícia Federal.

Os criminosos teriam rendido uma viatura da Polícia Civil e uma equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana) e utilizavam, pelo menos quatro carros: Tiguan preto, Tucson preto, Amarok branco e Cruze branco.

Uma equipe do GER (Grupo Especial de Reação), grupo tático da Polícia Civil, durante a perseguição aos criminosos, quase foi alvejada por policiais militares. Os policiais civis estavam a bordo de uma Nissan Frontier preta e os PMs os confundiram com os assaltantes. Pouco antes de atirarem, foram alertados de que os policiais não faziam parte da quadrilha. A PM perseguia os criminosos até o fim desta manhã, em terra e com ajuda de um helicóptero.

Segundo a PF, os suspeitos incendiaram duas carretas para fechar os dois sentidos da rodovia Santos Dumont na altura do km 68, possivelmente para evitar uma perseguição. Um terceiro veículo foi posicionado para interditar uma pista marginal paralela, que dá acesso a um bairro próximo ao aeroporto. O assalto fez com que o Aeroporto de Viracopos ficasse fechado para pouso e decolagem por 20 minutos. A situação já foi normalizada.


Com informações do UOL

PUBLICIDADE

Recomendados