PUBLICIDADE

Câmara de Castro aprova R$ 500 mil para recuperar estradas rurais

Vereadores aprovam abertura de crédito para viabilizar investimento em localidades do interior

Na justificativa da proposta, o Executivo ressaltou a necessidade da manutenção devido o período de plantio e também para permitir o melhor escoamento da produção agrícola
Na justificativa da proposta, o Executivo ressaltou a necessidade da manutenção devido o período de plantio e também para permitir o melhor escoamento da produção agrícola -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Os vereadores da Câmara Municipal de Castro aprovaram em regime de urgência, na sessão ordinária da tarde de quarta-feira (9), o projeto de lei que autoriza a abertura de crédito adicional suplementar para recuperação das estradas rurais do município.

O presidente do Legislativo, vereador Neto Fadel (Patriota), comenta que o valor do crédito é superior a R$ 500 mil e será utilizado na manutenção das estradas, tendo em vista os danos ocasionados pelo longo período chuvoso que o município e parte do Estado do Paraná enfrentaram nos últimos meses.

Na justificativa da proposta, o Executivo ressaltou a necessidade da manutenção devido o período de plantio e também para permitir o melhor escoamento da produção agrícola. Os recursos para cobertura do crédito são provenientes de remanejamento interno da secretaria municipal de Infraestrutura e Meio Ambiente, pasta que executará o serviço nas vias rurais, por meio de anulação e suplementação.

Infraestrutura é prioridade da gestão

Nos últimos cinco anos, o município investiu mais de R$ 200 milhões com recursos federais, estaduais e municipais que contemplaram todas as áreas da administração. O maior aporte de recursos foi aplicado em pavimentação, mais de R$ 51 milhões investidos em asfalto novo e restauração de pavimento que contemplaram vários bairros e a área central.

Com mais de cinco mil quilômetros de estradas rurais, a administração municipal investiu R$ 5,9 milhões em equipamentos para reforçar a frota no período. Em cinco anos, mais de quatro mil quilômetros de vias rurais foram recuperados. Para agilizar obras de asfalto nas vias urbanas o município adquiriu equipamentos e uma usina de asfalto.

Os pequenos produtores contam com o Centro de Distribuição da Agricultura Familiar com infraestrutura para receber 240 toneladas de alimentos por mês. O Programa Porteira Adentro, desenvolvido desde 2021, leva maquinários para serviços nas propriedades dos pequenos produtores, visando melhorar as condições de trabalho. Até 2023, 2.200 produtores serão atendidos.

Construção do Contorno Norte avança

O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná (DER/PR) executou no mês de setembro a superestrutura (laje superior) da ponte sobre o Rio Iapó. A obra faz parte do novo Contorno Norte de Castro, nos Campos Gerais, que está em andamento para fazer a ligação entre a PR-090 com a PR-151.

O contorno também terá um viaduto na interseção com a PR-151, que está em fase de execução de suas fundações e terraplenagem, além de duas rotatórias: uma no entroncamento com a PR-090 e outra com a estrada de acesso ao bairro Castrolanda, que concentra um importante polo turístico e industrial da região.

O objetivo principal da construção do Contorno Norte de Castro é desviar o fluxo de caminhões de carga pesada, que atualmente precisam trafegar pelo centro urbano do município, o que prejudica tanto moradores quanto os motoristas. O investimento é de R$ 78,9 milhões por meio do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, que conta com financiamento Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Audiência Pública debate orçamento para 2023

A comissão permanente de Finanças e Orçamento realizou nesta quinta-feira (9), antes da sessão, a audiência pública a respeito do projeto de lei nº 65/2022, que dispõe sobre o orçamento de Castro para o ano de 2023. A realização da audiência é uma determinação da Lei de Responsabilidade Fiscal e a convocação foi publicada no Diário Oficial do Município de 24 de outubro de 2022. 

O presidente da comissão, José Nocera (Patriota), explicou que a função do orçamento é permitir que a sociedade acompanhe o fluxo de recursos e conheça o plano de ação do governo municipal. “O projeto de lei orçamentária é elaborado pelo Executivo e após aprovação do Legislativo, deve ser executado de forma eficiente e econômica”, ressaltou. O projeto foi aprovado por unanimidade no encontro e agora passará por duas votações em plenário em sessões extraordinárias, a primeira já convocada para a quarta-feira, dia 16 de novembro, às 15h30.

Com informações das Assessorias de Imprensa
PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE