PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Parque Histórico realiza live para profissionais de museus

Campos Gerais

09 de julho de 2020 10:01

Da Redação


Relacionadas

Ipiranga oferece suporte técnico para produtores

Gestão de Curiúva fortalece parceria para atrair recursos

Castro reforça importância da Campanha do Agasalho

Sepultamento de Alci Pedroso gera comoção em Carambeí
Cândido de Abreu busca ampliar a qualificação profissional
Alunos de Arapoti recebem novos kits de alimentos
PRF atende acidente na BR-376 com saque de carga
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Bate-papo virtual propõe um diálogo entre museu e a escola como ferramenta de difusão de conhecimento.

No dia 17 de julho, às 19h, o Parque Histórico de Carambeí, maior museu histórico a céu aberto do Brasil, realizará uma live que será transmitida pelo Youtube no link www.aphc.com.br/live. O bate-papo virtual será apresentado por Felipe Pedroso, contará com a participação de Jamaira Pillati e abordará a temática Caminhos dos Saberes: a relação museu escola.

O evento virtual é destinado a historiadores, acadêmicos de história, profissionais de museus e professores. Felipe Pedroso, historiador e coordenador cultural do Parque Histórico, explica a ação propõe um debate entre os profissionais. “O intuito dessa live é fazer uma discussão acerca da relação museu e escola, as contribuições de ambas as instituições na formação e compartilhamento de conhecimento, suas diferenças, contradições e limitações, mas também seus acertos nesse trabalho que tem como função ser colaborativo”

Desde 2016, quando foi estruturado o Núcleo Educativo dentro do museu, foi elaborado pela equipe do Parque Histórico um material destinado aos educadores e foi investido na capacitação de professores da Rede Municipal de Ensino, da Educação Infantil até o Ensino Fundamental II. A ferramenta de apoio pedagógico permite que os profissionais do setor de ensino conheçam diferentes temas que podem ser abordados na visita de seus alunos ao museu, mostra que é possível fazer a visita várias vezes e a cada passeio abordar um assunto diferente, de acordo com os assuntos tratados no Parque Histórico e trabalhados em sala de aula.

Felipe destaca que ação terá a finalidade de mostrar que o trabalho realizado entre museu e escola deve ser colaborativo, que é um caminho de mão dupla. “Pensamos em fazer uma live que contemplasse os dois lados da moeda, de um lado o museu e de outro a escola e como podemos construir diálogos possíveis dessa parceria no engajamento e construção de sujeitos cidadãos”.

Professora da Rede Estadual de Ensino Básico do Paraná Jamaira Pillati, Mestra em História pela UEPG e Especialista em Diversidade na Escola pela UFPR Litoral, explica que os museus oferecem inúmeras ferramentas e conteúdos multidisciplinares que podem auxiliar os professores e devem ser explorados. “O museu é sempre um espaço muito buscado pelas escolas como destino de suas saídas de campo com alunos, independente da disciplina trabalhada. No entanto, é importante pensarmos se escola e museu estão oferecendo uma experiência não só cultural, mas pedagógica e interdisciplinar aos educandos. Portanto, queremos na nossa live pensar quais podem ser ações do educador antes e depois da visitação, que materiais a instituição museu pode oferecer e claro, quais as possibilidades em tempos de pandemia”

O historiador ressalta que abordará a utilização de plataformas digitais que durante a pandemia do coronavírus, período em que os museus estão fechados ao público como forma de prevenção a transmissão do vírus, são utilizadas pelas instituições culturais e que se tornaram único canal de diálogo. “Outra questão pertinente que será abordada é da realidade atual de isolamento social, as ferramentas utilizadas pelas instituições na diminuição dos ruídos provocados pela pandemia. O uso das plataformas digitais e como a relação entre museus e escolas podem se beneficiar dessa linguagem”.

 As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados