Produção de leite põe Castro nos holofotes do mundo

Campos Gerais

16 de março de 2020 23:01

Gabriel Sartini


Relacionadas

Número de casos confirmados na região sobe para 13

Escolas de Tibagi recebem melhorias durante paralisação

Hospital de Jaguariaíva recebe doação de respiradores

Indústrias da região ampliam protocolos de segurança
Jaguariaíva limita horário de circulação em espaços públicos
Número de casos confirmados na região sobe para 11
Com comércio fechado, Palmeira terá toque de recolher
PUBLICIDADE

Município é responsável pela produção de 292 milhões de litros de leite, colocando o Paraná como segundo maior produtor do país

Principal bacia leiteira do Paraná, o município de Castro é um dos responsáveis por colocar o Paraná como segundo maior produtor de leite do Brasil, atrás apenas de Minas Gerais. Os dados são da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Somente na Cidade-Mãe do Paraná, foram produzidos 292 milhões de litros em 2018, como aponta o estudo.

A produção castrense é muito superior à segunda colocada, Patos de Minas (MG), que produz anualmente 193 milhões de litros. Na terceira posição aparece outra cidade dos Campos Gerais, Carambeí, com produção anual de 180 milhões de litros. O resultado justifica o título obtido pelo município em 2017, hoje conhecido como Capital Nacional do Leite. Uma das principais cooperativas do Estado, a Castrolanda, tem na produção leiteira um de seus destaques.

Na região dos Campos Gerais, a produção se concentra nas cooperativas, principalmente de origem europeia (Castrolanda, Capal, Frísia e Witmarsum). Somente em Castro, por exemplo, o Valor Bruto de Produção (VBP) do leite foi de quase R$ 377,2 milhões.

Para reunir produtores de todo o país e buscar soluções que ajudem a aumentar a produtividade, além de disseminar o conhecimento e oferecer novas oportunidades de negócios, a cooperativa realiza todos os anos a Agroleite. O evento técnico é considerado a vitrine da tecnologia do leite no Brasil e que reúne os mais diversos elos desta cadeia produtiva. 

O evento tem duração de cinco dias e a programação apresenta o potencial de produção de leite da região nos aspectos qualitativo e quantitativo. Seus atrativos são extremamente notórios em função do profissionalismo e seriedade com que se tratam os assuntos relacionados a área, tendo exposição de animais, torneio leiteiro, clube de bezerras, leilão, dia de campo e dinâmica de máquinas.

A edição de 2020 já está confirmada para os dias 11 a 15 de agosto no Parque de Exposições Dario Macedo, a Cidade do Leite.

Castrolanda

Com 1.129 cooperados e 3.384 funcionários, a Castrolanda encerrou 2019 com faturamento de R$ 3,5 bilhões e aproximadamente R$ 40 milhões de sobras. Os números seguem o planejamento estratégico para os próximos cinco anos, projetando desenvolvimento da cooperativa, dos seus associados e da comunidade. A Cooperativa possui Unidades de Negócios divididas em Operações (agrícola, carnes, leite, batata, feijão e administração) e Industrial (carnes, leite, batata e cerveja).

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização