Tibagi debate projeto de segurança para o Carnaval

Campos Gerais

22 de janeiro de 2020 16:40

Da Redação


Relacionadas

Homem com filho no colo leva quatro tiros no Paraná

Ratinho entrega condomínio em Jaguariaíva

PRF atende acidente com capotamento em Tibagi

Diocese de Ponta Grossa ganha relíquias de São João Paulo II
Polícia Civil encontra foragidos da Justiça em Piraí do Sul
Palmeira registra terceiro óbito por Covid-19
Homem leva facada no peito e fica em estado grave
Comissão de eventos promoveu encontro com as Polícias Militar, Rodoviária e Civil, Corpo de Bombeiros e Conselho Tutelar Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Comissão de eventos promoveu encontro com as Polícias Militar, Rodoviária e Civil, Corpo de Bombeiros e Conselho Tutelar

A Comissão de Eventos da Prefeitura de Tibagi realizou, nesta terça-feira (21), a primeira reunião para tratar sobre a segurança do Carnaval 2020. Além dos integrantes da organização, estiveram presentes autoridades das Polícias Civil, Rodoviária e Militar, do Corpo de Bombeiros e representantes do Conselho Tutelar e o vereador Eduardo Torres.

Ficou definido na reunião que a Prefeitura, como em anos anteriores, publicará um decreto proibindo a venda de bebidas em garrafas e materiais cortantes.

O major Marcos Ginotti Pires, comandante do 26° Batalhão da Polícia Militar, ressaltou que a PM estará presente no evento para garantir a segurança dos foliões. “A iniciativa que a Prefeitura está tendo já vem ocorrendo há vários anos e isso para nós é de suma importância, justamente para não nos causar surpresas, ou a toda população quando estiverem nos dias dessa festa. Então a Polícia Militar se fará presente, como sempre tem sido feito, proporcionando aqueles que aqui estejam uma sensação real de segurança com a presença dos policiais militares”, disse.

O Tenente Coronel Edmauro de Oliveira, do 4° Comando Regional da Polícia Militar, explicou como serão os reforços em Tibagi durante o Carnaval. “O objetivo da Polícia Militar é para que ela faça o policiamento preventivo, prevenir que o crime aconteça. Então por isso esse número maior de policiais, com viaturas, com as motocicletas, para dar maior segurança para a população e se, acontecer algum caso, a polícia possa agir rapidamente e evitar maiores danos”, afirmou.

Também marcaram presença na reunião Willian Alves de Lima, delegado da Polícia Civil, o 1° sargento Marcos e o Cabo Soares do Corpo de Bombeiros de Telêmaco Borba e Sargento Bosek, da Polícia Rodoviária Estadual.

Com informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados