Convênio permitirá crescimento da fruticultura em PG

Agronegócio

07 de julho de 2020 18:50

Agência Estadual de Notícias


Relacionadas

VBP do Paraná cresce 9% e atinge recorde de R$ 97 bi

Capal anuncia vencedores no Prêmio Leite de Qualidade

Soja gera R$ 3,28 bi em riquezas na região em 2020

Região irá colher 3,7 milhões de toneladas de grãos
Irineo da Costa Rodrigues irá presidir o Sindiavipar
Cooperativas do Paraná projetam faturar R$ 200 bi
VBP da região cresce 6,6% e atinge R$ 11,73 bi
PUBLICIDADE

Ações inclui compra de mudas, qualificação de agricultores e desenvolvimento de unidades de referência

Um conjunto de investimentos realizados com apoio do Governo do Paraná impulsiona o crescimento da fruticultura no Estado. Somente em 2020, a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento destinou mais de R$ 1 milhão em recursos para fomentar a atividade em 25 municípios.

As ações incluem aquisição de mudas de diversas espécies, qualificação de agricultores e desenvolvimento de unidades de referência. O objetivo é organizar a cadeia produtiva, qualificar a produção e ampliar a comercialização das frutas paranaenses, gerando mais empregos e renda.

No total, 26 convênios destinam recursos para municípios das regiões de Ponta Grossa, Jacarezinho, Cornélio Procópio, Pitanga e União da Vitória, com benefícios diretos para a agricultura familiar. É resultado de um esforço conjunto de produtores, prefeituras, iniciativa privada, associações e pequenas cooperativas, aliados ao Governo do Estado.

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, afirma que embora a atividade já seja significativa no Estado – o setor rendeu R$1,7 bilhão em 2018 –, pode ser ainda maior.

“Já temos casos de sucesso no Paraná, mas a fruticultura pode ocupar um espaço mais qualificado e importante na composição da renda das famílias, e esse é o nosso desafio”, afirma Ortigara. “Existe uma infinidade de espécies que podem ser cultivadas no Paraná com muita competência e atender indústrias de alimentos e cosméticos, por exemplo”, diz. Os convênios preveem a aquisição de mudas de abacaxi, ameixa, manga, goiaba, maracujá, morango, pêssego e pitaya.

Com perspectiva de aumento na renda, o produtor Silvio Nakamura, está deixando o cultivo de grãos para investir em frutas. “Antigamente eu plantava pêssego, nectarina, atemoia, maçã, mas parei, pois nem sempre conseguia vender. Então optei por soja, trigo e milho. Mas com a instalação da fábrica, posso ganhar mais com as frutas”, comenta o produtor de goiaba e pitaya.

Recursos levam ao campo inovação e qualificação

No Norte Pioneiro serão instaladas plantações de maracujá, abacaxi, morango e goiaba em 13 municípios para difundir alta tecnologia de cultivo e ampliar a produção de frutas na região, totalizando R$ 683 mil em recursos. Serão beneficiados 565 agricultores, além das associações e cooperativas. Além de lavouras convencionais, em 30% das culturas está sendo implantado o sistema orgânico, que ganha espaço na região com apoio do Programa Mais Orgânico e a assistência técnica do IDR-Paraná, em parceria com as prefeituras municipais.

PUBLICIDADE

Recomendados