Unium amplia faturamento e atinge 5 mil cooperados

Agronegócio

11 de março de 2020 21:42

Fernando Rogala


Relacionadas

Região produzirá 3,3 mi de toneladas na safra de verão

Paraná deverá produzir 41,2 milhões de toneladas de grãos

Agricultura familiar sustenta programas sociais no Paraná

CNA orienta produtores sobre o coronavírus pelo Whatsapp
Castrolanda tem novo Diretor Executivo
Agronegócio é responsável por 33,9% do PIB paranaense
Produção de soja na região deverá ser a maior da história
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Somados os valores registrados pelas indústrias das cooperativas, faturamento chegou a R$ 2,6 bilhões em 2019


Unium nasceu a partir de uma necessidade do mercado. As cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal precisavam de uma marca para a assinar os produtos feitos em conjunto pelas empresas. O projeto se expandiu e virou o modelo de intercooperação, considerado único no Brasil. Com mais de 5 mil cooperados, a instituição fechou 2019 com faturamento de R$ 2,68 bilhões. O valor é R$ 200 milhões superior aos R$ 2,48 bilhões, o que representa uma ampliação de 8% no período de um ano.

Com atuação em diferentes ramos do mercado do agronegócio paranaense, a Unium reúne marcas como Alegra, Colaso, Colônia Holandesa, Herança Holandesa e Naturalle. Foram realizados investimentos nos negócios totalizando mais de R$ 100 milhões durante o último ano. O destaque foi para a Unidade de Beneficiamento de Leite (UBL) que teve investimento de R$ 90,6 milhões, especialmente na operacionalização da linha de leite em pó.

Para o gerente de marketing da Unium, Cracios Clinton Consul, o crescimento é resultado dos investimentos consistentes, baseados na avaliação do mercado e no desenvolvimento de processos sinérgicos e efetivos. “Nós focamos o investimento no valor ao associado, no aprimoramento da governança intercooperativa e em equipes de alta performance, para aumentar a sustentabilidade e longevidade do negócio”, explica.

Uma das cooperativas que compõem a Unium, a Frísia, conta com aproximadamente 860 cooperados, e fechou o ano de 2019 com um faturamento bruto total próximo de R$ 3 bilhões. No ano passado, a Frísia conquistou o 19º lugar no ranking das 100 Maiores Empresas do Paraná, realizado pelo Grupo Amanhã, e alcançou a 51ª colocação entre as 500 Maiores do Sul. O cenário de estabilidade e o aumento da confiança no setor leiteiro resultaram no crescimento da produção em 12%, em relação ao ano anterior.


Cooperativas se destacam pela geração de emprego 

Entre as três cooperativas, a que tem o maior número de associados é a Capal, com pouco mais de 3 mil. Em 2019, a Capal teve crescimento de 4% no faturamento bruto e líquido da marca. A cooperativa fez investimento de R$ 81 milhões, um aumento de 32% sobre o ano anterior.  Já a Castrolanda é a que registra o maior faturamento, na casa de R$ 3,5 bilhões, com R$ 40 milhões de sobras. Ela possui 1.129 cooperados e 3.384 funcionários. Os números seguem o planejamento estratégico para os próximos cinco anos, projetando desenvolvimento da cooperativa, dos seus associados e da comunidade.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização